Política

Bruno Reis volta a rechaçar nacionalização das eleições municipais; veja o que ele disse

Joilson César / BNews
Para o prefeito, governador e presidente não são responsáveis por muitos dos problemas do dia a dia das cidades  |   Bnews - Divulgação Joilson César / BNews
Daniel Serrano

por Daniel Serrano

[email protected]

Publicado em 10/06/2024, às 13h41



O prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), voltou a minimizar as movimentações do grupo formado pelo PT e partidos aliados em tentar nacionalizar as eleições municipais deste ano.

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (10), Reis, que é um dos pré-candidatos da disputa pela prefeitura de Salvador, garantiu que “governador”, “presidente” e “ex-presidentes” não são responsáveis por solucionar os problemas do dia a dia das cidades.

“Eu tenho todo respeito por todas autoridades, líderes nacionais, líderes estaduais, mas as pessoas vão decidir essa eleição avaliando o currículo de cada candidato. A histórica de cada candidato, a capacidade que cada candidato tem, de poder cuidar do dia a dia da cidade”, disse.

“Quem vai cuidar do dia a dia da cidade não é o governador. Não é o presidente, muito menos os ex [-presidentes]. Quem vai cuidar é o prefeito, que vai estar acompanhando de perto, que tem que estar dando resposta ao dia a dia da cidade”, acrescentou.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp