Coronavírus

Leo Prates defende volta de vacinação por idade

[Leo Prates defende volta de vacinação por idade]
19 de Maio de 2021 às 19:51 Por: BNews Por: Henrique Brinco

O secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates (PDT), defendeu a volta da vacinação por idade. Nas últimas semanas, diversas categorias profissionais conseguiram a inclusão entre os grupos prioritários para receber o imunizante contra a Covid-19. Nesta quarta-feira (19), a Prefeitura de Salvador anunciou o retorno da vacinação por esse critério. A partir desta quinta, idosos de 58 anos ou mais poderão receber a primeira dose.

"Como era anseio da sociedade, a gente voltou a vacinar por idade. Acho que agora anda rápido", declarou, em entrevista ao programa "Sete Em Ponto", da Metrópole FM. "É extremamente difícil e triste pegar profissional de saúde para ficar olhando documento". Segundo ele, também haverá mais democracia para as categorias que não foram incluídas nos grupos.

Mais cedo, o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, revelou que uma resolução apoiada pela unanimidade de secretários estaduais, deve pôr fim a disputa por vacinas impostas por categorias específicas de trabalho. Segundo ele, uma nova determinação poderá retornar com a vacinação exclusivamente por idade.

"Essa disputa por vacinar grupos deverá ser encerrada. Estamos trabalhando em Brasília, e deverá ser aprovada pelo Ministério, uma resolução que muda a vacinação nacional para que ela possa ser feita majoritariamente por idade. A expectativa é que 80% das doses sejam aplicadas em pessoas de 59 anos para baixo e apenas 20% sejam destinadas ao grupo de portadores de doenças. Ao longo dessas últimas duas semanas, nós vacinamos uma quantidade grande de pessoas. E os mais graves já foram vacinas e continuarão sendo vacinados", ressaltou Fábio.

Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e do Estado da Bahia (MP-BA) pediram, nesta quarta,  que a vacinação contra a covid-19, na Bahia, atenha-se ao Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação (PNO). A recomendação é que qualquer antecipação de grupos prioritários apresente, previamente, os critérios técnico-científicos que embasam a decisão sobre a vacinação. 

Segundo os órgãos, a imunização dos grupos devem seguir as prioridades definidas pelo plano, garantindo a vacinação integral de cada grupo antes da extensão a novos públicos, principalmente àqueles que não tem prioridade prevista no PNO.

Leia também:
Vacinação deverá voltar a ser por idade após resolução, sinaliza titular da Sesab

MPF e MP pedem explicações à Bahia sobre critérios para antecipar vacinas de novos grupos
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar