Coronavírus

Capitã Cloroquina é confrontada por áudio sobre "pênis na porta" da Fiocruz; veja o vídeo

[Capitã Cloroquina é confrontada por áudio sobre "pênis na porta" da Fiocruz; veja o vídeo]
25 de Maio de 2021 às 16:06 Por: Agência Senado Por: Redação BNews

A CPI da Covid registrou um momento inusitado nesta terça-feira (25). O vice-presidente do colegiado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), confrontou a médica Mayra Pinheiro, conhecida como 'Capitã Cloroquina', com um áudio dela dizendo que tinha um "pênis na porta da FioCruz" e que os "tapetes nas portas eram a figura de Che Guevara". Randolfe criticou a fala a cobrou respeito à instituição.

Segundo Mayra, o áudio foi vazado, mas faz parte de "apenas uma constatação de fatos". "Esse áudio foi uma resposta a um colega, não foi agora e houve um vazamento e, nessa época, era um constatação de fatos", disse secretária ao ser confrontada com a gravação. No áudio ela dizia que: "Tudo deles envolve LGBTI, eles têm um pênis na porta da Fiocruz. Todos os tapetes das portas são a figura do Che Guevara, as salas são figurinhas do Lula Livre, Marielle Vive".

Mayra é secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde e difundiu o uso da cloroquina contra a Covid, remédio cientificamente comprovado ineficaz contra a doença. Ela é a nona pessoa a prestar depoimento à CPI.

Leia a transcrição do trecho do áudio de Mayra:

"(...) [A Fiocruz] Elege os seus próprios candidatos à presidência. Eles fazem uma lista tríplice, e [a lista] é apresentada para a Presidência da República. Da última vez, ainda foi no governo do PT, e o senador Tarso [Genro] foi uma das pessoas que endossou o nome dessa mulher aí. Foi uma guerra que a gente moveu para convencê-lo, e a gente não conseguiu. 

Ano que vem a Fiocruz vai ter eleição. O que a gente tem que começar a fazer é acabar com essa influência do Conselho Nacional de Saúde, que vai o presidente, vai o deputado, vai todo mundo que é contra as medidas de esquerda, e tirar da Fiocruz esse poderio de direcionar a saúde no Brasil.

 A Fiocruz é um órgão ligado ao Ministério da Saúde, que é mantida com recursos do Ministério da Saúde, e trabalha contra todas as políticas que são contrárias à pauta deles de minorias. Tudo deles envolve LGBTI, eles têm um pênis na porta da Fiocruz, todos os tapetes das portas são a figura do Che Guevara, as salas são figurinhas do 'Lula livre', 'Marielle vive'. (...)"

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar