Eleições 2020

Correligionários, Mateus Reis chama Barral de bandido e pede saída do secretário da campanha de Teobaldo

[Correligionários, Mateus Reis chama Barral de bandido e pede saída do secretário da campanha de Teobaldo]
Por: Montagem BNews Por: Pedro Vilas Boas* 0comentários

O ex-vereador em Lauro de Freitas Mateus Reis causou um embate, por meio de mensagens enviadas a um grupo na noite deste domingo (26), com o secretário de Educação de Salvador, Bruno Barral. Ambos do PSDB, ele se referiu ao colega como "bandido". O BNews obteve prints da conversa.

"Teobaldo é o novo, e não pode se misturar com um grande bandido da política. Bandido que é de fora da cidade e tenta entrar na nossa cidade para enganar nosso povo. Não irei permitir. Qualquer passo errado, eu estarei fora", escreveu, em mensagens enviadas às 23h25 e 23h26.

Reis é pré-candidato a vice-prefeito, ao lado do dono do Atakarejo, Teobaldo Costa (DEM), cabeça de chapa. Barral chegou a ser especulado como possível candidato na disputa pela prefeitura de Lauro, mas o secretário já descartou a possibilidade.

Entre outras mensagens enviadas ao grupo "Amigos de Lauro", Reis pede para os outros contatos não divulgarem a "live" em que Teobaldo conversaria com Barral, nesta segunda-feira (27), às 18h. "Esse homem é corrupto, nojento e fez mal a milhares de pessoas", escreveu.

Após a confusão, que segundo uma fonte do BNews chegou ao fim na madrugada desta segunda, o dono do Atakarejo cancelou a transmissão ao vivo.

Procurado pela reportagem para comentar o assunto, inicialmente, Barral disse que não tinha total conhecimento do ocorrido, mas continuou defendendo a chapa composta entre Mateus Reis e Teobaldo. "Teobaldo tá fazendo uma campanha bonita em Lauro, ele tem tudo pra ser o vice, é o nosso vice. Acho que a gente tá aqui pra somar", afirmou.

Depois, o secretário entrou em contato com o site para informar que vai acionar a Justiça e o conselho de ética do PSDB contra Mateus Reis.

Apesar das tentativas de contato, o ex-vereador não foi localizado para se posicionar sobre o ocorrido.

*Matéria atualizada às 17h13 com novo posicionamento de Bruno Barral

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas