Política

Eleições 2024: Bruno Reis reconhece situação dos ônibus de Salvador e assume que "o sistema é deficitário" e "de baixa qualidade"

Joilson Cesar / BNEWS
Bruno assumiu ainda que a população paga caro pelo transporte  |   Bnews - Divulgação Joilson Cesar / BNEWS
Lucas Pacheco

por Lucas Pacheco

[email protected]

Publicado em 08/07/2024, às 09h34 - Atualizado às 10h03



O prefeito de Salvador e pré-candidato a reeleição, Bruno Reis (União), reconheceu e assumiu que o sistema de ônibus de Salvador " é deficitário" e "de baixa qualidade". Segundo Bruno, em entrevista à rádio Bahia FM, na manhã desta segunda-feira (08), a conta não fecha e o transporte público causa problema para qualquer gestão. 

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp!

"O transporte público é hoje o maior probelma de qualquer governo. Por que isso, prefeito? Porque a conta não fecha mais. Antes a tarifa remunerava  o sistema, hoje não remunera. O sistema é deficitário. A prefeitura está tendo que botar R$ 206 mi no transporte público entre 23 e 24. Coisa que nunca fez no passado", disse. 

Bruno Reis, porém, dividiu a responsabilidade pelo sistema municipal de ônibus com o governo federal e o governo do estado e disse que a população tem pagado caro pelo transporte. 

"A gente espera que haja sensibilidade do governo federal para conceder o subsídio, como ocorre em todos os países do mundo. E esperamos que o governo do estado possa tirar o ICMS que incide sobre o combustível. Que também possa se reduzir PIS e COFINS que incidem na cadeia do transporte público, que possam vir linhas de financiamento pra você avançar na eletromobilidade, com ônibus elétricos, como nós estamos adquindo agora mais 77 ônibus elétricos. Nós vamos para 85 ônibus elétricos. Vamos ter a segunda frota de ônibus elétricos do Brasil, ficando atrás, apenas, de São Paulo. E aí, com todos esses modais funcionando, a gente reequilibrando o sistema, a gente vai ter um transporte na cidade eficiente, que vá atender a expecativa da população, que a gente sabe, que paga um valor elevado pelo serviço de baixa qualidade", afirmou. 

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp