Política

Governo cancela viagem de Mario Frias para Rússia, Hungria e Polônia

Reprodução/Instagram

Cancelamento aconteceu após Frias gastar R$ 39 mil de verba pública para uma viagem oficial

Publicado em 12/02/2022, às 21h33    Reprodução/Instagram    Redação BNews

A viagem que o secretário especial de Cultura, Mario Frias, faria junto com assessores da pasta para a Rússia, Hungria e Polônia foi cancelada, conforme informou o governo federal neste sábado (12).

O grupo se juntaria a comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que embarca em missão oficial para Rússia e Hungria na segunda-feira (14).

O cancelamento foi anunciado um dia após o Ministério Público pedir ao Tribunal de Contas da União (TCU) que apure a viagem que Frias fez para Nova York, em dezembro de 2021.

Frias usou mais de R$ 39 mil de verba pública para uma viagem oficial. O motio da viagem foi um convite do lutador de jiu-jitsu Renzo Gracie para apresentar um projeto cultural envolvendo produção audiovisual, cultura e esporte.

O secretário viajou de classe executiva, o que custou R$ 26 mil somente com as passagens, além disso, ele recebeu R$ 12,8 mil em diárias. Os valores também constam no Portal da Transparência.

A Secretaria Especial de Cultura, vinculada ao Ministério do Turismo, informou, por meio de nota, que a participação do secretário e seus assessores foi cancelada "devido a orientação da presidência".

"Devido a orientação da presidência, que solicitou a redução da comitiva de todos os ministérios que iriam para as agendas na Rússia e Hungria, não havia mais sentido manter a viagem para agenda apenas na Polônia, sendo cancelada a viagem para remarcar em outra data", informou.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão!

Classificação Indicativa: Livre