Política

'Grande conquista', diz Afonso Florence sobre acordo dos governos da Bahia e Mato Grosso para compra de trens para VLT

Domingos Júnior / BNews / Arquivo
Governo da Bahia prevê gasto de R$ 1 bilhão na compra dos trens do VLT  |   Bnews - Divulgação Domingos Júnior / BNews / Arquivo
Luana Neiva e Victória Valentina

por Luana Neiva e Victória Valentina

[email protected]

Publicado em 04/07/2024, às 21h10 - Atualizado às 21h46



O secretário da Casa Civil, Afonso Florence (PT), avaliou, nesta quinta-feira (4), o acordo entre os governos da Bahia e de Mato Grosso para compras dos trens para instalação do  Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Salvador. Em resposta ao BNews, o parlamentar disse se tratar de uma "grande conquista".

"O Tribunal de Contas da União conduziu a última etapa com a assinatura definitiva dos documentos de aquisição dos trens do Mato Grosso para o governo da Bahia. Muito brevemente vamos êxito no propósito de garantir um modal ferroviário de média capacidade para a comunidade do subúrbio, saindo de Paripe até a Calçada, da Calçada até Águas Claras e de Águas Claras até Piatã. É uma grande conquista para o povo da Bahia, acompanhado pelo Tribunal de Contas do estado e Ministério Público de Contas, com um preço muito bom, com toda vistoria de engenharia, tecnologia avançada. Portanto, muito a comemorar", disse.

O governo da Bahia deverá comprar 40 composições de trens, com sete vagões cada, para serem usados no modal de Salvador, por R$ 1 bilhão e a serem quitados em quatro prestações anuais.

Inicialmente, os trens seriam usados pelo governo do Mato Grosso para integrarem o VLT Cuiabá-Várzea Grande, um projeto para a Copa do Mundo 2014 que nunca saindo do papel. 

Levando em conta o valor atual dos trens novos, o governo da Bahia optou por comprar os trens de Mato Grosso. O Executivo baiano prevê uma economia de cerca de R$ 500 milhões.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp