Política

Lula vence todos e Bolsonaro não ganha de ninguém no 2º turno em nova pesquisa

Imagem Lula vence todos e Bolsonaro não ganha de ninguém no 2º turno em nova pesquisa

Na Quaest desta semana foram medidas as intenções de votos em quatro cenários eleitorais de primeiro turno. Lula varia pouco em todos eles.

Publicado em 08/12/2021, às 11h45        Redação

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirma o favoritismo nas intenções de voto para 2022 apesar da entrada do ex-juiz Sergio Moro (Podemos) na corrida eleitoral, segundo nova pesquisa da consultoria Quaest divulgada nesta quarta-feira (8). O petista lidera todos os cenários de primeiro turno, quando soma 46% das intenções de voto e vence todos os adversários nas simulações do segundo.

Já Moro, aparece novamente em terceiro lugar com 10%, superando o pedetista Ciro Gomes, que tem 5%. O ex-juiz, no entanto, ainda está longe de alcançar o segundo colocado, o presidente Jair Bolsonaro (PL), que aparece com 23%.

Na Quaest desta semana foram medidas as intenções de votos em quatro cenários eleitorais de primeiro turno. Lula varia pouco em todos eles. Veja os números:

Cenário 1
Lula (PT) – 46%
Bolsonaro (PL) – 23%
Moro (Podemos) – 10%
Ciro (PDT) – 5%
João Doria (PSDB) – 2%
Rodrigo Pacheco (PSD) – 1%
Felipe D’avila (Novo) – 1%

Cenário 2
Lula (PT) – 47%
Bolsonaro (PL) – 24%
Moro (Podemos) – 11%
Ciro (PDT) – 7%

Cenário 3
Lula (PT) – 48%
Bolsonaro (PL) – 27%
Ciro (PDT) – 8%
Pacheco (PSD) – 2%

Cenário 4
Lula (PT) – 47%
Bolsonaro (PL) – 27%
Ciro (PDT) – 7%
Doria (PSDB) – 5%

Segundo turno
Na etapa final da eleição, Lula também confirma o favoritismo, variando de 53% a 58% das intenções de voto a depender do adversário. Contra Bolsonaro, o petista teria 55%, enquanto o ex-capitão teria 31%. 

Contra Moro, Lula fica com 53% contra 29% do ex-juiz; Na disputa com Ciro, o ex-presidente fica com 54%, superando os 21% do pedetista; Já contra Doria, Lula marca 57% e o tucano apenas 14%; Pacheco tem um desempenho ainda pior: fica com apenas 13% contra 58% do petista.

Bolsonaro, por sua vez, não venceria ninguém em um segundo turno. Seu ex-ministro Moro superaria ele na disputa com 34% contra 31% do ex-capitão. Ciro se sairia um pouco melhor, superando Bolsonaro por 39% contra 34% do atual presidente.

A pesquisa Quaest foi realizada com base em 2.037 entrevistas presenciais entre os dias 2 e 5 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais e o índice de confiança é de 95%. As informações são da Carta Capital.

Classificação Indicativa: Livre