Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: Beijinho doce

[Na Sombra do Poder: Beijinho doce]
26 de Agosto de 2021 às 05:55 Por: Reprodução/Pixabay Por: Editoria de Política

Um executivo da política baiana, tido como um “lobo predador”, vem vivendo um tórrido romance com um jovem playboy da capital. Os dois ainda tentam esconder o affair, mas os momentos registrados para alguns amigos entregam o valor da paixão selvagem que ambos vivem no inverno baiano. Tudo começou em algumas reuniões de projetos e melhorias para a  cidade, entre alguns almoços e Happy hours, o velho lobo deu o “bote” no rapaz e ambos já pensam em separar das esposas e viverem o amor selvagem. Tem uma alcateia toda já os esperando. Viva o amor!

A debutante 

Após ter imagem arranhada com os escândalos de corrupção e ver a sigla enfraquecer, o MDB, ex-PMDB, não só trocou de nome, mas deu a volta por cima. Vem sendo cortejado 24 horas entre os políticos, mirando apoio para a eleição de 2022.  A NSP quer saber, com quem será que “a debutante” vai ficar? 

Barrados no baile

Ex-menudos e políticos veteranos da capital baiana foram barrados no evento teste do prefeito Bruno Reis, que acontece amanhã.  Muitos estão P. da vida porque não vão poder participar do regabofe e saíram disparar queixas e chateações em famosos restaurantes de Salvador. 

Beijinho doce

Deu o que falar a foto que circulou em grupos de WhatsApp mostrando o deputado Luciano Simões Filho, líder do DEM, dando um beijo no rosto do  ministro da Cidadania, João Roma. Em conversas restritas ele jura de pé junto que está com Neto, mas há quem duvide após a demonstração de amor com o, hoje, rival do demista. 

Tática
A tática da volta das coligações é uma só: os deputados estaduais e federais vão pra cima dos senadores que serão candidatos a governo para eles votarem a favor do retorno da modalidade. A modificação do retorno das coligações na Câmara Federal, que havia sido retirada na eleição passada só mostrou uma coisa: as cobaias foram os vereadores.

Vacância difícil
A Sesab completa nesta quinta-feira (26) 23 dias sem um titular no comando desde a saída de Fábio Vilas-Boas, pelas portas dos fundos em 3 de agosto. A interina Tereza Paim ficou num mato sem cachorro: não tem sub nem chefe de gabinete porque, mesmo antes da sua ascensão, Nelma Carneiro Araújo havia deixado a chefia de gabinete da pasta e migrado para a Educação. A avaliação é que Paim está se agarrando ao que pode pra manter a máquina girando, fazendo um trabalho hercúleo.

Alfinetou

O presidente do PT na Bahia, Éden Valadares, alfinetou até a tentativa de barba que ACM Neto, sugerindo que o democrata só deixou os fios crescerem para se parecer com Lula, que completa hoje agenda política na Bahia.

Alfinetado
Por falar em Éden, ele sofreu um forte revés entre a turma do movimento social que foi barrada no acesso ao auditório onde aconteceu o ato com o ex-presidente na Assembleia. O espaço que era reservado para eles acabou sendo ocupado por papagaios de pirata e causou uma insatisfação enorme, a ponto de se ouvir um coro “Fora Éden” e brados de “o PT é do povão”.

Bonitão na foto

Apesar da ausência sentida do vice-governador João Leão no evento com Lula nasceu legislativa da Bahia, o bonitão não perdeu tempo tratou de postar logo na suas redes sociais uma foto com o ex-presidente rasgando sedas, xiitas, tafetá. 

Silêncio na base
Pare e observe: nenhum deputado governista saiu em defesa do governador Rui Costa após um vídeo divulgado pelo deputado Robinho que se rebelou e saiu da base. Das duas uma: ou preferiram não render o assunto ou tudo que Robinho disse foi verdade, está entalado na garganta de muitos, mas não podem proferir por serem base e terem as suas benesses.

Robinho abriu a porteira?
E mais, o rompimento de Robinho pode ser o prenúncio da saída do deputado federal Ronaldo Carletto, que sonha com vaga na majoritária para concorrer ao Senado ou a vice. A mesa de negociação está posta.

Centenário de Caetano

Nesta quinta-feira Luiz Caetano completa 100 dias na Serin. Avaliação de deputados ouvidos pela coluna na Assembleia Legislativa foi a seguinte: “qualquer um que entrasse depois de João Henrique na prefeitura de Salvador faria uma gestão boa, razoável, mas Caetano na Serin foi a mudança da água para o vinho”. 

Munição
Angelo Coronel está preparando uma artilharia pesada para versão 2.0 da CPMI das Fake News. Quem viver verá….

Coletivo Moraes
Geraldo Júnior, olho de águia, sabedor da política, tratou de avistar no plenário da Câmara o deputado, que não gosta que diga que foi cassado, Marcell Moraes e cantou a pedras: “o deputado Marcell vai tomar um curso com a vereadora Laina para fazer o mandato coletivo”. Laina Pretas por Salvador é o primeiro mandato coletivo da Casa. Marcell tinha planos de traçar o mesmo com a Irmã, mas tudo indica que desistirá. Mas não abandonou a vontade de voltar a exercer mandato. 

Operação 
A operação no Palácio Tome de Souza em prol de alguns federais está correndo a torto e a direito. Quem não ficar esperto dos que já estão na Câmara que se ligue…

Disputas por território
Um vereador que não quis identificar cantou a pedra que Alexandre Aleluia andou bradando demais nesse caso da CCJ convocar Omar Gordilho da Limpurb na Casa. Há quem diga que a vítima não é Omar, mas um de seus diretores que está no PDT e agora tem avacalhado regiões e lideranças de alguns. Espie só.

Depois não venham culpar o prefeito 
O prefeito Bruno Reis subiu o tom ao falar do elevado número de pessoas que não foram se vacinar e já podem tomar a vacina contra covid. Em recente coletiva, largou o doce: “Depois não venham culpar o prefeito se faltar UTI”. O que chama atenção dos dados, é que em sua maioria são jovens de 18 a 22 anos. Serão os mesmos mostrados tantas vezes no BNews aglomerando nos paredões da vida?

Classificação Indicativa: Livre


Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar