Política

Operação policial em Acajutiba resulta em prisões e apreensões

Divulgação PRF

Policias cumpriram mandados na casa do prefeito e na prefeitura da cidade. Seis foram presos

Publicado em 04/05/2022, às 13h05 - Atualizado às 13h10    Divulgação PRF    Daniela Pereira

Seis pessoas foram presas em cumprimento e materiais foram apreendidos durante a Operação Êmulo, deflagrada na madrugada desta quarta-feira (04), na cidade de Acajutiba.

A ação foi realizada em conjunto pelo Ministério Público da Bahia, por meio do GAECO, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Corregedoria da Polícia Militar da Bahia e Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), com o objetivo de cumpri seis mandados de prisão temporária e 14 de buscas e apreensão.

Segundo relatos de moradores, os presos são conhecidos na cidade pelos prenomes Márcio, Sérgio, Flávio de Di, Zezinho moto táxi e José, além de um policial militar foi identificado apenas como Cunha. 

Conforme adiantado pelo Bnews, os policiais fizeram buscas na prefeitura da cidade e na casa do prefeito Alex de Freitas, com o objetivo de apurar indícios sobre o assassinato de André Santos de Souza, 37 anos, ocorrido em junho de 2020.

André foi morto a tiros na Rua José Hipólito, a poucos metros da Delegacia Territorial do município. Dias antes do crime, ele havia feito uma gravação na qual se identificava como opositor ao prefeito Alex Freitas e disse que “se algo lhe acontecesse, seria a mando do prefeito local”. "Eu me chamo André, na cidade de Acajutiba eu faço oposição ao prefeito mostrando a verdade. Já fui ameaçado na frente da prefeitura por um integrante da empresa Gold, que serve ao prefeito e, hoje, 4 de junho de 2020, eles já passaram aqui na frente da minha casa três vezes, de trinta em trinta minutos eles estão passando em minha casa", disse André.

Com base nesses indícios, foram deferidos pela Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia os pedidos de prisões temporárias de um policial militar e mais cinco envolvidos, além de buscas e apreensões em endereços residenciais e profissionais dos investigados, e na Prefeitura Municipal.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre