Polícia

SSP rebate Leur e diz que código penal do país é defasado

[SSP rebate Leur e diz que código penal do país é defasado]
23 de Maio de 2017 às 20:07 Por: Redação Bocão News
 
A Secretaria da Segurança Pública rebateu, nesta terça-feira (23) as declarações do deputado Leur Lomanto Jr, líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia e ressaltou que os investimentos feitos pelo Governo do Estado em efetivo e equipamentos demonstram que combater a violência na Bahia é prioridade. Em nota, o órgão citou os casos expostos pelo parlamentar, o assalto ao radialista 'Jefinho' e o passageiro que foi roubado e morto a facadas na Paralela, e afirmou que “o problema não é a falta de policiamento, haja vista que, em ambos os casos, os acusados já haviam sido preso anteriormente”.
 
Conforme a SSP, a “discussão rasa do assunto, em nada contribui para resolver o problema, que tem início com um Código Penal defasado, que coloca nas ruas, em 24 horas, ou em saídas temporárias, - como ocorreu nos casos do radialista Jefinho -, aqueles que notoriamente não estão prontos para viver em sociedade com as pessoas de bem”. 
 
No caso do radialista 'Jefinho', o autor do crime foi preso em flagrante, tinha diversas passagens pela polícia e foi beneficiado com saída temporária de Páscoa, não retornando para o presídio. Na situação que ocorreu na Avenida Paralela, quando um passageiro foi roubado e, a dupla de criminosos também possui diversas passagens em unidades policiais.
 
A SSP informou ainda que no “ano passado as forças de segurança da Bahia prenderam 24.500 pessoas praticando crimes. Boa parte destas pessoas já está de volta às ruas. É notório que o Código Penal no Brasil precisa ser atualizado e essa responsabilidade é do Poder Legislativo”.
 
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar