Política

Eduardo Bolsonaro critica Kannário, que rebate: "Parece não gostar muito de democracia"

[Eduardo Bolsonaro critica Kannário, que rebate:
Por: Montagem/ BNews Por: Redação BNews 0comentários

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou o cantor e deputado federal Igor Kannário (DEM) após o baiano se envolver em episódio de enfrentamento com policiais militares durante um arrastão que comandou no domingo (1º) no bairro da Liberdade, em Salvador. No evento, o parlamentar se direcionou a PMs e disse: "Eu sou a lei. Sou deputado federal. Então 'f**eu'. O chamado "Príncipe do Gueto" rebateu, dizendo que não iria se "rebaixar ao nível do colega" e que Eduardo parece "não gostar muito dos conceitos de respeito e democracia". 

Em postagem no Twitter, Eduardo, que é líder do PSL na Câmara, atacou o colega de Casa Legislativa. “Grandes bostas ser deputado federal, numa situação dessas eu preferiria mil vezes ser o PM. Honra, nome, moral e trabalho são valores que não estão ligados ao cargo que você ocupa, um fato que vagabundo jamais entenderá”, afirmou, ao repostar uma publicação do vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (DEM), também contra Kannário. O filho do presidente Jair Bolsonaro ainda questionou: “Como um sujeito desses é eleito na Bahia?”.

Em nota, Kannário afirmou que o Parlamento Brasileiro merece o "mínimo de respeito". “Na minha vida, aprendi desde sempre que respeito é um dos alicerces da democracia, mas parece que o colega deputado parece não gostar muito dos conceitos de respeito e democracia”, frisou. Ainda segundo o parlamentar, as falas de Eduardo são baseadas em uma "polêmica vazia e alimentada apenas com o intuito de atingir sua imagem." 

Ele destacou que o vídeo divulgado nas redes sociais representa apenas um recorte e que fez questão de elogiar a atuação dos policiais. "Kannário esclarece que houve um grande mal entendido em relação à interpretação das suas afirmações durante a apresentação. O cantor faz questão de ressaltar que o arrastão foi marcado pela paz e pelo respeito. A atuação dos policiais, inclusive, foi bastante elogiada por Kannário", disse trecho da nota. 

"No vídeo em questão [...], Kannário explica que fez um alerta aos policiais em relação a uma pequena confusão entre duas pessoas. O cantor pediu respeitosamente que os PMs fossem ao local para controlar a situação e evitar uma tragédia. Não há por parte de Kannário qualquer incitação a enfrentamento ou coisa do tipo. Outros vídeos, não recortados, mostram exatamente este momento", destacou. 

O parlamentar ainda disse que "eles", sem nominar quem, "não aceitam que o preto, pobre e favelado esteja no mesmo patamar que eles." "Mas estamos no Congresso e vocês têm que nos aturar. Existe favela no Brasil inteiro, caro deputado, e eu represento este povo no Câmara."

Eduardo foi suspenso pelo Diretório Nacional do PSL nesta terça (3), junto a outros 18 deputados da sigla, das atividades partidárias.  Com isso, ele poderá ser destituído da liderança.

*Atualizada às 12h03.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas