Política

Saiba como governo Lula avalia vinda de Milei ao Brasil para evento ao lado de Bolsonaro

Divulgação / LibertyCon e Marcelo Camargo / Agência Brasil
Presidente argentino vem ao Brasil participar da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), neste fim de semana, em Balneário Camboriú (SC)  |   Bnews - Divulgação Divulgação / LibertyCon e Marcelo Camargo / Agência Brasil

Publicado em 04/07/2024, às 10h33   Cadastrado por Daniel Serrano



A vinda do presidente da Argentina, Javier Milei, ao Brasil para participar de um evento de conservadores, que acontece neste final de semana, vem causando desconforto entre integrantes do governo brasileiro, comandado por Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Inscreva-se no canal do BNews no WhatsApp 

De acordo com o jornal O Globo, o Palácio do Planalto avalia a visita de Milei ao Brasil como “quase passando dos limites”. A presença do presidente argentino, que deve se encontrar com Jair Bolsonaro, se soma a contraentes ataques de Milei a Lula, chamando o petista de “corrupto”, e trocando a reunião de Cúpula do Mercosul para vir ao Brasil para o evento de conservadores.

Apesar do descontentamento, o Planalto e o Itamaraty entendem que o momento não seria para acirrar o clima entre Lula e Milei. A orientação é não subir o tom contra o governo argentino e optar pelo silêncio, o que vem sendo seguido pelo presidente brasileiro.

Milei no Brasil

Javier Milei virá ao Brasil para participar durante a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), que será realizada no fim de semana, em Balneário Camboriú. Na oportunidade, o presidente argentino deverá se encontrar com Jair Bolsonaro.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp