Turismo em Crise

Zé Alves rejeita tese de "crise" no turismo e pede que empresários tenham criatividade

[Zé Alves rejeita tese de
Por: BNews Por: Henrique Brinco e Shizue Miyazono 0comentários
O secretário de Turismo da Bahia, José Alves (PR), discorda do título da série de reportagens do BNews, "Turismo em Crise", lançada na semana passada. Em entrevista exclusiva aos jornalistas Henrique Brinco e Shizue Miyazono, o gestor da pasta estadual destaca os bons números do setor no verão e assegura que "o turismo baiano está em uma evolução muito grande".
 
 
"Minha sugestão seria até colocar o nome do canal 'Turismo, Para Onde Vamos?', porque é um título que faz uma avaliação do momento 'superpositivo' que estamos passando", sugeriu durante o programa "BNews Entrevista", da BNewsTV. "É importante que a gente tenha a capacidade de enxergar o futuro. Precisamos continuar trabalhando para o que vai acontecer. Agora mesmo, estamos participando da Fitur [Feira Internacional de Turismo], que é uma feira em Madrid já para vender o destino Bahia para os próximos meses".
 
Questionado sobre o fechamento de hotéis, bares e restaurantes e os problemas decorrentes do fechamento do Centro de Convenções, Zé Alves afirmou que o empresariado poderia buscar alternativas e ter mais criatividade para superar as dificuldades. "É preciso ter dedo no pulso no negócio. Adversidades vamos ter sempre. É claro que o governo está enxergando isso e está criando alternativas", sugere. Apesar do fechamento de mais de 30 hotéis nos últimos cinco anos (foram suprimidos cerca de 1800 apartamentos e mais de 4400 leitos), Alves também argumenta que o momento é otimista e destaca o lançamento do Fera Palace e do Fasano.
 
O secretário revela que já há um operador interessado em tocar o novo Centro de Convenções a ser construído pelo Estado. "Vai ser um negócio que já vem com um operador. Isso é importantíssimo. Temos que ter um Centro de Convenções já com operador. E a proposta é que ele venha com o World Trade Center, o WTC, que opera no mundo todo". Ainda na entrevista, Alves culpa a falta de estrutura do Aeroporto de Salvador para a queda no hub de aviação baiano e afirma que a reforma que o local está passando, prevista para ser concluída em outuro, diminuirá o problema.
 
Assista na íntegra:

 
 
Leia também:
Falta do Centro de Convenções e política equivocada provocaram queda de fluxo de turistas, afirma Tinoco

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas