Blitz BNews

Tá quente: usuários reclamam do calor nos ônibus de Salvador

[Tá quente: usuários reclamam do calor nos ônibus de Salvador]
Por: Vagner Souza / Bocão News Por: Diego Vieira 0comentários

Em pleno verão, com temperaturas atingindo mais de 30°C em Salvador, com sensação térmica ainda maior, os usuários de ônibus sofrem com o calor dentro do transporte público. Se no ponto, o calor já é grande, dentro dos coletivos a situação é pior ainda. Pensando nisso, a Blitz Bocão News foi às ruas saber a opinião dos usuários sobre a falta de climatização no transporte público da capital baiana.

"É insuportável. Todos os anos tem reajuste no valor da tarifa, mas conforto que é bom nada", declarou a comerciária Niceia Araujo. Apesar disso, a usuária que adota algumas medidas para tentar driblar a alta temperatura nos coletivos, leva a situação com bom-humor. "Eu sempre ando com uma toalhinha, água e algo para me abanar. Fico ansiosa para chegar logo ao meu destino e torcer para que o local tenha ar-condicionado. Quando vou ao shopping, por exemplo, é isso que eu faço, aproveito ao máximo a climatização do ambiente para compensar o calor dentro do ônibus", brincou.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Salvador conta com uma frota de 2.600 ônibus, no entanto, apenas 96 veículos possuem ar-condicionado. Para utilizar os coletivos climatizados, é necessário desembolsar R$ 3,80 para os micro-ônibus e R$ 5,30 para o transporte executivo.

 Com uma frota de 2.600 ônibus, Salvador possuí apenas 96 veículos climatizados

Para o auxiliar de serviço Paulo César, a lotação no transporte público também contribui para o aumento do calor. "É terrível e até uma falta de respeito. Pagamos um absurdo para utilizar um serviço que oferece conforto zero. Os ônibus demoram de passar e quando passam, na maioria das vezes vem lotados, o que acaba piorando a situação. Sem contar, que os ônibus possuem um mau cheiro bastante desagradável", desabafou.

Para Paulo César, a lotação também contribui para o aumento do calor
 
Conforme a meteorologista Claudia Valéria Silva, o calor costuma aumentar de acordo com a região da cidade. "Locais onde há maior concentração de asfalto, prédios altos e centros mais urbanizados tendem a ser mais calorosos. Ao contrário de regiões com maior quantidade de vegetação", explicou.
 
Ainda segundo a meteorologista, a maior temperatura registrada em Salvador neste verão até o momento passou dos 30°C. "Desde o início no verão a maior temperatura registrada em Salvador foi de 34°C. No entanto, a sensação térmica costuma ser de 3°C a mais", afirmou.
 
Participe da Blitz Bocão News. Para sugestões de reportagens envie um email para: blitzbnews@bocaonews.com.br
 
 
Publicada no dia 13 de fevereiro de 2017, às 13h48
 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas