Entretenimento

Manno Góes sobre Tuca: “Achei ele meio feio no outdoor”

[Manno Góes sobre Tuca: “Achei ele meio feio no outdoor”]
07 de Maio de 2011 às 09:53 Por: Rafael Albuquerque
 

O baixista da banda Jammil, Manno Góes, acordou com a macaca neste sábado (7). Em seu Twitter, o compositor fez declarações no mínimo audaciosas e respondeu aos questionamentos e indagações de seguidores. Em um dos trechos mais curiosos, ele afirma: “Eu AMO minha história. E sei, de verdade, que amarei as histórias novas. Só peço paciência. Tuca pediu pro Jammil não ter show até Outubro”. Essa é uma novidade que não foi revelada nas coletivas de imprensa de Tuca e Manno. Essa imposição do ex-vocalista do Jammil parece não ter agradado muito. “Até lá, que ele saia na frente, cantando minhas músicas, agitando a galera como ele sempre soube fazer tão bem. (...) Mas quando eu puder, devido a exigências de contrato, mostrar meu novo Jammil... Ahhhh!.. Vai ser maravilhoso recomeçar!”, ironizou Manno.

Apesar dos comentários ácidos, Manno mostrou bom senso: “Eu toquei com Tuca por ser fã dele! E sempre serei! Mesmo que tivéssemos disavenças pessoais, artisticamente, adorava ele. Adoro”. Como diz o ditado, tem gente que morde e assopra. “Mas quero que a estratégia de marketing dele nào seja tào focada em mim, em me substituir. Que o coração dele siga em paz. (...) Achei ele meio feio no outdoor, é verdade. Meio velho, enrugado, sério. Não entendi a mensagem. Carreira solo ao lado de dois? enfim...”.

Manno lembrou de Beto Spínola, que também seguiu, assim como todos os outros músicos, com Tuca para a carreira solo. “Queria dar um beijo em Beto. Dizer, como sempre disse, ‘Jhon Man! Fuck room service’. Qd essa maré baixar, vou dar um monte de bj nele! Afinal, fui eu que fiz Tudo que vcs cantam, né?”. Até aspectos da vida pessoal dos ex-músicos do Jammil foram lembrados: “Paulo Borges foi fiador de apartamentos de metade dos músicos da banda. Paulo Borges colocou a gente no Criança Esperança! Paulo Borges refinanciou meu carro e de Tuca Qd começamos com ele, pois estávamos sem grana”.
Em outros trechos contundentes, Manno deseja boa sorte a Tuca: “Mas que ele saiba: Jammil é Caveira! Pediu pra sair, saia!!! Nunca serão!! Nunca serão!! Bora , PB, minha porraaaaa. (...) Paulo Borges fez o Jammil!! Minhas músicas??? Tuca? Beto (Hihihi)? Prfffffff!!!! O sucesso de uma banda vem da gratidão e do trabalho!”.

Depois de disparar todas essas diretas, Manno falou sobre a nova fase do Jammil: “Sou e sempre serei fã de Tuca! Sempre! Bastam ler meu blog, minha timeline, meus textos. Sou fã! Mas a Bahia é tão especial que me deu Levi! (...) Pros inteligentes: o Jammil vai continuar! O compositor (eu), com o empresário (PB) continuam. Somem a isso Levi. Tempo? Adoro o tempo!”. Quem quiser acompanhar o polêmio Twitter de Manno, basta seguir: @_mannogoes.
Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar