Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Famosos

Fã tenta assassinar Ana Hickmann e é morto em Belo Horizonte

[Fã tenta assassinar Ana Hickmann e é morto em Belo Horizonte]
21 de Maio de 2016 às 17:50 Por: Reprodução Por: Redação Bocão News (twitter: @bocaonews)

Um homem foi morto após invadir o hotel onde estava a apresentadora de televisão Ana Hickmann, na tarde deste sábado (21), na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. O cunhado da apresentadora, Gustavo Correa, irmão do marido Alexander Correa, é suspeito de matar a tiros o suposto fã durante uma briga. O fã, Rodrigo Augusto de Pádua, tinha 30 anos e acabou baleado pelo cunhado da apresentadora, com quem travou uma luta.

Durante a briga, a cunhada e assessora da apresentadora, Giovana Oliveira, foi baleada. Ela foi socorrida ao Hospital Biocor. A unidade de saúde disse que não confirma informações sobre pacientes. O irmão Rodrigo de Pádua, compareceu ao hotel e, muito abalado, falou com a imprensa. "Mataram meu irmão", gritava. Segundo ele, Rodrigo era um grande fã da apresentadora e viajou do interior de Minas para Belo Horizonte. Ele havia se hospedado no hotel, com objetivo de se aproximar de Ana. Recentemente, a família descobriu a série de fotos postadas no Instagram com declarações de amor à estrela.

 

 

Segundo fontes, Ana Hickmann não se feriu. Alexandre Corrêa, marido da apresentadora, não estava na cidade, para onde ela viajou a fim de lançar um showroom de sua marca.

O hotel Caesar Business divulgou uma nota sobre o ocorrido. Segundo o hotel, a apresentadora seria a vítima do suposto fã. "A rede Caesear Business confirma que a apresentadora Ana Hickmann foi vítima de um suposto fã na tarde desse sábado, 21 de maio, na unidade Belvedere, em Belo Horizonte. A apresentadora passa bem. O hotel lamenta ter sido local do ocorrido e afirma que está contribuindo para as investigações junto ás autoridades", disse o comunicado.

*Com informações do G1 e Veja

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso