Geral

Alberto Gordilho “alfineta” colegas secretários

[Alberto Gordilho “alfineta” colegas secretários]
Por: Redação Bocão News 0comentários


O superintendente da Transalvador, Alberto Gordilho, esteve nesta terça (31) no Se Liga Bocão, da Itapoan FM 97,5. Durante quase uma hora, ele foi “bombardeado” com perguntas e reclamações de ouvintes do programa. Logo de cara, o gestor teve que responder uma questão do apresentador Zé Eduardo sobre o tráfego de carros-fortes. “Esses veículos não têm prioridade. Tá havendo um abuso muito grande mesmo. Mas, o pior que não podemos fazer nada por conta do decreto de carga e descarga, que foi suspenso pela Justiça”, afirmou Gordilho.

Logo depois, foi cobrado por um ouvinte que a prefeitura deveria investir na conscientização do pedestre. Neste momento, ele fez uma mea culpa. “Realmente a divulgação é muito tímida. Fizemos, recentemente, uma campanha de conscientização com crianças de 5 a 12 anos. Mas, admito que a nossa verba é curta. O motorista é muito mal educado em Salvador. Tem gente, por exemplo, que nem respeita o pedestre na faixa.   

O “comandante” da Transalvador ouviu ainda que o órgão “abandonou” a San Martin e o Largo do Tamarineiro. “Isso não é verdade. Temos viaturas permanentes nessa avenida. E quanto ao Tamarineiro, a partir de amanhã (1º) vamos intensificar a fiscalização para coibir o estacionamento em local proibido e melhorar o tráfego”, prometeu.

Fogo amigo - Em seguida, foi registrado um dos pontos mais polêmicos da entrevista. Ao falar sobre a confusão no trânsito de Cajazeiras, ele acabou criticando a atuação de outros órgãos do município no bairro. “Trabalhamos aí diariamente. Mas, em alguns pontos a situação é realmente difícil. Na região da feirinha, por exemplo, os comerciantes estão invadindo o espaço público. Aí não é com a gente. Não podemos fazer tudo sozinhos”, disparou.

O “tiro” atinge em cheio a secretaria de Serviços Públicos, responsável pela regulação do comércio informal na capital.

Alberto Gordilho também foi confrontado a falar sobre a atuação de táxis clandestinos no aeroporto Luis Eduardo Magalhães. “O problema existe, de fato. Fizemos uma blitz e aprendemos até mesmo um ônibus que atuava ilegalmente no transporte de passageiros. Agora, é importante que se diga uma coisa: fora do espaço é com a gente. Mas, dentro é com a Infraero. Não posso impedir que alguém ofereça esses serviços dentro do saguão do aeroporto”.

Por fim, o superintendente comentou o projeto do vereador Paulo Magalhães Jr. (PSC), que pretende limitar o tráfego de ônibus na Barra. “Esse assunto surgiu numa reunião com os moradores do bairro. Então, o vereador fez uma indicação ao prefeito, que nem chegou na Transalvador. Acho que o assunto tem que ser mais estudado”.

De bate-pronto, Zé Eduardo criticou a iniciativa e desafiou Paulo Magalhães Jr. “O projeto é para transitar só de carro e moto pela Barra, é? Vereador, você quer que o povo vá de patins para sua nova casa de show na Associação Atlética? Ou lá vai fazer show de R$ 300, só para barão?”, questionou Bocão.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

PodCast

Mais Lidas