Polícia

Arrastão na Pituba: roubo foi combinado em rede social

[Arrastão na Pituba: roubo foi combinado em rede social]
31 de Outubro de 2013 às 06:45 Por: Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)
Dos seis jovens que cometeram o arrastão na Pituba na terça-feira (29), dois estão presos na 1ª Delegacia e quatro devem cumprir medida sócio-educativas. Todos foram ouvidos no Ministério Público da Bahia nesta quarta-feira (30).



Segundo a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), o arrastão, que aconteceu na terça-feira (29) foi combinado pela internet, por meio de uma rede social. Dois maiores de idade envolvidos no caso estão presos. A ação foi realizada na Avenida Paulo VI.

Celulares, relógios e documentos roubados foram localizados. A delegada Claudenice Mayo diz que dois deles têm passagens - um por roubo e outro por briga. Três garotas foram apreendidas. "Um deles falou que, realmente, tinham marcado para fazer isso, para roubar, pela internet. Eles marcaram para se encontrar naquele local e naquele horário porque sabiam que os estudantes estavam saindo do colégio", explica a delegada.

Os dois maiores de idade, de 19 e 20 anos, estão presos na 1° delegacia e foram
autuados em flagrante por roubo. Tesemunhas contam que 15 adolescentes abordaram estudantes que saíam de colégios da área em direção aos pontos de ônibus.

Alguns dos estudantes afirmam que constantemente são vítimas de assalto na localidade, que é residencial. "Principalmente esta semana. Assaltaram uma pessoa saindo da escola, na porta da escola", afirma uma aluna, que não quis se identificar. "Até quando eu estou esperando meu pai, fico sempre dentro da escola, não fico saindo muito aqui fora. Quando não tem muita gente aqui, não fico aqui fora não", relata outra estudante, que também quis ocultar a identidade.

Em contato com a direção do Colégio Estadual Serravalle, para saber se foi solicitado reforço policial, ninguém quis falar com a imprensa. Em nota, a Polícia Militar afirma que realiza rondas com viaturas e abordagens a pessoas e veículos na região. De acordo com a delegada da DAI, uma promotora de Justiça, que agora vai pedir à 2ª Vara da Infância e da Juventude que aplique medidas sócio-educativas.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar