Política

Dono de prédio na Vitória se diz vítima de perseguição e diz: “Adoro árvore”

[Dono de prédio na Vitória se diz vítima de perseguição e diz: “Adoro árvore”]
12 de Maio de 2015 às 06:31 Por: Marivaldo Filho (Twitter: @marivaldofilho)


Carlos Filleto, dono da construtora responsável pela obra no Corredor da Vitória

O proprietário do Empreendimento Vitória Mares, César Filleto, respondeu as críticas dos moradores do bairro sobre possíveis irregularidades na concessão do alvará para um prédio de dez andares na Rua Aloysio de Carvalho, em Salvador.

O empresário da Porto Vitória alegou que está sendo vítima de perseguição e, carregado de sarcasmo, contestou as denúncias de que estaria construindo o empreendimento em uma área de proteção ambiental.

“Eu adoro a sombra das árvores. Adoro árvores. Tivemos todo o cuidado na hora de planejar para não atrapalhar a vista de ninguém. A construção é completamente legal. Vocês acham que um órgão tão competente como a Sucom concederia o alvará se não fosse legal? E a Justiça? Acham que eu arriscaria o nome e o de minha família?”, questionou Filleto.

Alheio às críticas e às vaias dos moradores da Vitória presentes na audiência pública, o empresário argumentou que teve dificuldades durante o processo. “Está tudo dentro da lei. Estou sendo vítima de perseguição. Buscamos e conseguimos a autorização de todos os órgãos ambientais. Não tem uma vírgula fora do lugar”, ponderou Carlos Filleto.


Moradores do Corredor da Vitória participam de audiência pública

 

Publicada no dia 11 de maio de 2015, às 12h

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar