Salvador

Comerciantes no Rio Vermelho concordam com toque de recolher, mesmo com queda no faturamento

[Comerciantes no Rio Vermelho concordam com toque de recolher, mesmo com queda no faturamento]
19 de Fevereiro de 2021 às 21:59 Por: Dinaldo Silva/BNews Por: Henrique Brinco e Pedro Vilas Boas

As portas que estariam espremidas de tanta gente numa noite como a desta sexta-feira (19) no Rio Vermelho estão prestes a fechar. Com o início do toque de recolher na Bahia às 22h, comerciantes no Largo da Dinha suspendem as atividades, mas compreendem a necessidade.

"Tá subindo o índice e tal, então, a gente tem que aceitar, por enquanto, até que diminua realmente esse índice", opina a comerciante Telma, de 47 anos, responsável pelo restaurante e bar Parador Z1.

Manuele Silva, 19, defende o toque de recolher. Para o negócio da comerciante, que mantém o "Banana Açaí", a queda no faturamento vale a pena.

"Vai impactar um pouqinho, mas acho que é necessário, porque o povo tá achando que doença é brincadeira. Acho necessário fechar, pra ver se diminui mais os casos de coronavírus", diz.

Inicialmente, o toque de recolher segue até o próximo dia 25, sempre das 22h às 05h. 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar