Salvador

Rodoviários ameaçam fazer paralisação por homologação de acordo da CSN

[Rodoviários ameaçam fazer paralisação por homologação de acordo da CSN]
12 de Abril de 2021 às 16:56 Por: Arquivo Por: Henrique Brinco

O vereador e dirigente do Sindicato dos Rodoviários de Salvador, Tiago Ferreira (PT), informou que a categoria pode paralisar as atividades caso o acordo firmado entre a Prefeitura de Salvador e os ex-trabalhadores do Consórcio Salvador Norte (CSN) não seja homologado.

A gestão municipal tinha disponibilizado o valor para o pagamento e o acordo ainda não foi homologado. Eles terão uma reunião nesta quarta-feira (14) e caso haja solução, há o risco de acontecer paralisação e protestos pela cidade.

"Espero que a gente tenha uma data para informar à categoria quando irão receber suas rescisões referentes, pelo menos, ao FGTS. Caso isso não ocorra, iremos organizar um protesto para que isso seja solucionado", declarou.

O Consórcio era responsável por mais de 60 linhas que transportam passageiros entre a estação Mussurunga e a estação da Lapa, passando pela orla de Salvador. Ele também foi responsável por parte da alimentação da linha 2 do metrô. 

Em março, o prefeito Bruno Reis (DEM) detalhou o resultado da intervenção da prefeitura na CSN, que fazia parte do consórcio Integra Salvador. Segundo ele, auditoria "mostrou número significativo de irregulariddaes graves e gravíssimas, com infração de normas legais, contratuais e regulamentares que comprometem direta e fortemente a prestação dos serviços".

 

Leia mais:

Prefeito rescinde contrato com a CSN; auditoria constatou "irregularidades gravíssimas" 

Prefeitura deve investir R$ 10 milhões na gestão da CSN após rescisão de contrato com a empresa

Profissionais da CSN serão contratados pela prefeitura via Reda, informa Bruno Reis

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar