Salvador

Volta às aulas: Secretário de Educação rebate presidente da APLB: “temos a convicção que podemos voltar dia 03”

Dinaldo Silva/ BNews

Gestor avalia como inviável a condição de proteger todos os professores para retomada das escolas 

Publicado em 26/04/2021, às 08h56    Dinaldo Silva/ BNews    Redação BNews

Após o presidente da APLB, Rui Oliveira convocar uma greve a partir da próxima segunda-feira (03), dia do retorno das aulas semipresenciais em Salvador, o secretário municipal da Educação, Marcelo Oliveira disse, em entrevista à TV Bahia,  que a capital está com todos os índices epidemiológicos favoráveis para a retomada das escolas e rebateu as declarações do sindicalista. 

“A decisão da APLB em vacinar todos os trabalhadores da educação coloca nossas previsões de retorno para novembro, isso vai repercutir em 2021. Muitos profissionais estão expostos com mais risco do que um professor na escola, temos a convicção que podemos voltar no próximo dia 03”, cravou o gestor em entrevista na manhã desta segunda-feira (26). 

Sobre a acusação do Sindcato de que está sendo autorizada a retomada para atender aos interesses das escolas particulares, Oliveira disse que é um argumento que não se sustenta. 

“Nosso público é oriundo de famílias mais humildes, crianças vulneráveis que não podemos deixar fora das escolas. O ensino remoto não se sustenta como meio pedagógico, precisa da presença dos professores e convívio no ambiente escolar, a gente tenta recuperar o prejuízo que essas crianças já sofreram”, explica o secretário.  

Classificação Indicativa: Livre