Salvador

Alexandre Aleluia nega 'motivações ideológicas' para barrar mudança em nome de avenida e diz que alteração é ilegal

Divulgação

Publicado em 28/07/2021, às 23h16    Divulgação    Redação Bnews

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Salvador, vereador Alexandre Aleluia (DEM), rebateu acusações de seu colega de Casa Augusto Vasconcelos (PCdoB) de ter sido motivado por razões "ideológicas" para barrar a mudança do nome da Avenida Adhemar de Barros, no bairro de Ondina, em Salvador, para Avenida Milton Santos. 

De acordo com Aleluia, a alteração de nome é impedida pela Lei 3.073/1979, que não permite "duplicatas ou multiplicata" de nomes de logradouros. A capital baiana já conta com uma rua chamada Milton Santos, em São Marcos.

O presidente da CCJ argumentou ainda que o relatório preliminar feito pelo Setor de Análise e Pesquisa da Câmara apontou o mesmo impasse. 

“Já não bastasse a esquerda promover vandalismo histórico ao queimar estátuas como fizeram neste fim de semana em São Paulo, agora quer também apagar a nossa história de maneira ilegal. A deliberação da CCJ foi correta", afirmou o vereador bolsonarista.

Classificação Indicativa: Livre