Saúde

Vigilância Sanitária apreendeu 160 quilos de carne podre

Produto seria vendido para o consumidor de Guaratinga

Publicado em 26/01/2013, às 18h18        Redação Bocão News (Twitter:@bocaonews)

A vigilância sanitária de Guaratinga apreendeu, na sexta-feira (25), mais de 160 quilos de carne completamente apodrecida. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura local, através de uma denúncia anônima a vigilância sanitária seguiu até o abatedouro da cidade, com o objetivo de verificar as condições da vaca que havia sido abatida para o comércio.
Conforme um dos inspetores da vigilância, Alan Jhones, o animal não tinha origem e nem guia, que é a liberação do órgão exige para o abate. Também se verificou que a vaca estava com um bezerro morto no ventre, o que infectou também a sua carne, que já estava esverdeada e com bichos, tornando o produto completamente impróprio para o consumo.
O dono do animal, mais conhecido como 'Duda da Hora', salgou a carne e tentou vendê-la, mas foi impedido pela vigilância que inutilizou o produto, incinerando-o no lixão do município.
A punição
Vai ser aberto um processo contra o açougueiro, que será enquadrado na portaria 304 da legislação sanitária, que trata do manuseio de alimentos como carnes. O proprietário do animal não quis se pronunciar e enviou seu filho, conhecido como Léo, para acompanhar a apreensão.
A ação foi realizada pela vigilância sanitária em parceria com a ADAB. O secretário de Agricultura de Guaratinga, Moreniltom Barbosa, esteve presente prestando toda assistência necessária. A polícia Militar também acompanhou a ação. Informações site Radar 64.

Classificação Indicativa: Livre