Coronavírus

Com aumento de ocupação de UTIs, Bruno Reis cita terceira onda e não descarta retomar medidas restritivas

[Com aumento de ocupação de UTIs, Bruno Reis cita terceira onda e não descarta retomar medidas restritivas]
17 de Maio de 2021 às 09:43 Por: Dinaldo Silva/BNew Por: Yasmin Garrido e Adelia Felix

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), avaliou o atual cenário da pandemia de covid-19 na capital baiana durante coletiva à imprensa, nesta segunda-feira (17), na entrega da requalificação do Terminal da Barroquinha. Nesta manhã, o gestor destacou que o aumento da taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) entre o fim de semana e esta segunda.

“Estamos enfrentando um momento muito difícil. Quando me elegi prefeito, esperava assumir a cidade já livre da pandemia. Mas, infelizmente, estamos passando por essa situação, que atinge a todos indistintamente. Preciso fazer uma alerta à cidade. Os números aumentaram de forma expressiva. Amanhecemos com 79% de ocupação de leitos de UTI. Na sexta, tínhamos apenas um paciente aguardando regulação, e agora temos 12. Há um número crescente de pacientes aguardando leitos em enfermaria - 16 pessoas. Precisamos cada vez mais nos cuidar. Tomamos as decisões sempre acertadas em Salvador, por mais duras que elas fossem”, disse o democrata.

O prefeito destacou ainda que toda reserva da prefeitura está sendo investida na saúde. “São cinco hospitais mantidos pela Prefeitura de Salvador. Só não temos mais leitos que a prefeitura de São Paulo. A prioridade sempre foi a vida, evitar as mortes, dar o direito de as pessoas lutarem pela sobrevivência”, destacou.

Ainda de acordo com o gestor, para o Município não adote novas medidas de isolamento, a população terá que colaborar. “Há um risco de chegar uma terceira onda, não só a Salvador. Isso ocorreu no mundo. O mundo passou por uma terceira onda. As histórias das pandemias registraram uma terceira onda”, disse.

O prefeito também ressaltou “se os números continuarem crescendo e se voltarmos a ter risco de colapso na rede de saúde, não hesitaremos tomar as medidas necessárias para preservar a cidade da terceira onda”.

UTIs
Até as 12h deste domingo (16), em Salvador, dos 1.547 leitos ativos, 1.151 estão ocupados (74% de ocupação geral). A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulto é de 79% e pediátrico 59%. Ainda na capital baiana, os leitos de enfermaria registram ocupação de 70% para adultos, 73% para os leitos pediátricos.

 

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar