Coronavírus

Pfizer alertou governo Bolsonaro que doses reservadas iriam para outros países caso não recebesse resposta do governo

[Pfizer alertou governo Bolsonaro que doses reservadas iriam para outros países caso não recebesse resposta do governo]
24 de Maio de 2021 às 16:00 Por: Carolina Antunes/PR Por: Redação BNews

A Pfizer alertou o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que as doses da vacina contra covid-19 da empresa seriam distribuídas a outros países se não houvesse resposta às propostas por parte do governo. As mensagens foram entregues à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid, vigente no Senado Federal.

De acordo com o blog do jornalista Valdo Cruz, do G1, o último alerta foi no dia 24 de novembro de 2020, quando a Pfizer enviou e-mail com os termos atualizados do acordo, lembrando que o prazo de validade era até 7 de dezembro.

O material enviado à CPI revela ainda que o primeiro contato da Pfizer com o governo brasileiro foi no dia 17 de março do ano passado, quando foi enviado e-mail ao presidente Jair Bolsonaro informando que a empresa estava buscando soluções médicas para combate à Covid-19.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Compartilhar