BNews Turismo

Turismo espera que José Alves aposte em propaganda do estado

José Alves é ligado ao PR e foi indicação do deputado federal e presidente do PR, José Carlos Araújo

Publicado em 15/07/2016, às 11h16    Gilberto Júnior // Bocão News    Chayenne Guerreiro

A chegada do presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens na Bahia (Abav), José Alves, a Secretaria de Turismo da Bahia repercutiu de forma positiva no ramo local.

Representante da TAP na Bahia, Berta Van Der Kellen, acredita que a chegada de Alves ao posto deve focar na promoção do estado em outros países. “Falando sobre a TAP na Europa, óbvio que nosso objetivo é trazer gente para conhecer a Bahia, para isso, precisamos que o estado seja mais explorado no exterior, que existam mais promoções da Bahia. É excelente que tenhamos uma pessoa que trabalha com turismo e conhece o nosso problema no comando,” avalia.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Bahia (ABIH-BA), Glicério Lemos, aprovou o nome de Alves para a cadeira e concorda que promover a Bahia é a saída para tirar o ramo do turismo do estado da crise. “José Alves é um bom nome, uma pessoa que conhece o trabalho no turismo exportativo mas conhece também o receptivo. Ele é uma pessoa idônea e correta, tem o apoio da hotelaria. Toda cadeia do turismo da sofrendo muito com a falta do turismo precisamos de propaganda. No ano passado foram mais de 100 bares fechados, 12 mil desempregados. Esse ano já são 4 mil. Estamos sofrendo com a falta de turistas. É preciso investir em propaganda,” disse.

Segundo Lemos, falta apoio do governo na questão orçamentaria da secretária. “Espero que o governador apoie o José Alves e o turismo.  Toda a cadeia do turismo espera que o orçamento oferecido ao órgão seja proporcional ao lucro que o turismo dá ao estado,” afirmou.

José Alves é ligado ao PR e foi indicação do deputado federal e presidente do PR, José Carlos Araújo, que comanda a sigla na Bahia. Ele veio ocupar o lugar do deputado federal licenciado, Nelson Pelegrino, que volta à Câmara dos Deputados em Brasília. 

Classificação Indicativa: Livre