BNews Turismo

Em reunião, governo e Vinci discutem modernização do aeroporto de Salvador

A melhoria física do aeroporto, planejada pela Vinci, inclui a instalação de seis novos fingers (pontes de embarque) e a criação da segunda pista de pouso

Publicado em 03/05/2017, às 10h58    Divulgação    Redação BNews

Executivos da Vinci Airports, concessionária que vai administrar o Aeroporto Internacional de Salvador a partir de julho, reuniram-se com o secretário do Turismo da Bahia, José Alves, e representantes das secretarias estaduais da Infraestrutura e do Desenvolvimento Econômico para iniciar o planejamento de ações de modernização do equipamento, nesta quarta-feira (3).
Na oportunidade, foi definida uma agenda prioritária, que indica a importância da captação de novos voos nacionais e internacionais, entre outros itens. “A Vinci e o Governo da Bahia farão esforços para incrementar o movimento no aeroporto. A concessionária chega à Bahia com o know-how de quem atua em 35 grandes aeroportos, em seis países, com um movimento de 132 milhões de passageiros/ano”, disse José Alves.
Outra necessidade identificada durante a reunião é a de governo estadual e Vinci trabalharem para fortalecer ou criar novas rotas que ampliem o acesso de países da América Latina, Europa e América do Norte à Bahia. “Há a possibilidade de atrair voos da Ásia também, já que a Vinci opera aeroportos no Japão”, disse o secretário.
A melhoria física do aeroporto, planejada pela Vinci, inclui a instalação de seis novos fingers (pontes de embarque) e a criação da segunda pista de pouso, que  ampliará a capacidade de recebimento de voos. Haverá também investimentos na melhoria do serviço de atendimento aos passageiros. “O aeroporto é um equipamento estratégico para as metas de desenvolvimento do turismo baiana estabelecidas pelo governador Rui Costa”, assinalou o secretário.
Participaram da reunião o diretor de marketing da Vinci, Pierre Grosmaire, o gerente de projetos, Álvaro Leite, e o gerente Guilherm Vecten; os chefes de gabinete Benedito Braga (Turismo) e Ivan Barbosa (Infraestrutura) e o superintendente de estudos e políticas públicas, Reinaldo Sampaio, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. A empresa atua em aeroportos na França, Portugal, Chile, República Dominicana e Camboja.

Classificação Indicativa: Livre