Artigo

Inovação para superar desafios

Imagem Inovação para superar desafios

Publicado em 31/03/2021, às 09h57        Yann Le Bihan

Desde o início da pandemia de Covid-19, o Salvador Bahia Airport (integrante da rede VINCI Airports) não mediu esforços para prezar pela segurança de toda a comunidade aeroportuária. Não somente foram cumpridas as orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas foi dado um passo adiante. 

Foi implantada a campanha “Protegendo uns outros”, iniciativa de conscientização da VINCI Airports a respeito das medidas de profilaxia durante a pandemia, e investiu-se em inovação e soluções próprias para deixar os passageiros ainda mais seguros.  

O Banheiro 3.0 foi a primeira solução criada especialmente para a pandemia, algo inédito em aeroportos brasileiros. Um sensor de movimento monitora, em tempo real, a ocupação dos banheiros e indica se o usuário pode entrar ou se deve aguardar, evitando aglomeração. 

Outro recurso desenvolvido foi o túnel de desinfecção de bandejas. Como esses são itens de alta rotatividade, era necessário acelerar o processo de higienização, antes feito manualmente. Dentro do equipamento, lâmpadas UV-C neutralizam bactérias, fungos e vírus através do uso de raios ultravioleta.  

A inovação no Salvador Bahia Airport não se limita ao período da pandemia, mas faz parte do seu DNA desde o início da Concessão.  Isso porque o aeroporto faz parte da rede VINCI Airports, em que há uma preocupação em "construir os aeroportos do amanhã", investindo em tecnologia de ponta para oferecer estruturas mais eficientes, duradouras, sustentáveis e que proporcionem uma experiência mais agradável aos passageiros.  

Além disso, a VINCI Airports está empenhada em aplicar a “mobilidade positiva”. Ou seja, não basta somente construir estruturas duradouras e sustentáveis, mas com uma visão de longo prazo, o objetivo é levar desenvolvimento e impacto positivo para as regiões em que a rede está presente.   

Neste sentido, diversos investimentos foram realizados em sustentabilidade, por exemplo. Foram criados métodos não agressivos para prevenir bird strikes e preservar a biodiversidade. Também o Salvador Bahia Airport foi pioneiro no reuso de água - através de nossa Estação de Tratamento de Efluentes (ETE) -, na instalação de uma usina solar e a não dispensar resíduos sólidos para aterros.  

Pelo esforço empreendido em inovação durante os três anos de Concessão, alguns reconhecimentos já foram obtidos. O Salvador Bahia Airport recebeu o Prêmio InovANAC Safety Aeródromos 2019 pela criação do Índice de Gravidade de Patologia no Pavimento (IGPP). O indicador é uma ferramenta de gestão para identificar e priorizar a realização de obras e melhorias. No mesmo ano, foi apontado como o Aeroporto Mais Sustentável do Brasil pelo mesmo órgão por conta de todo o esforço empregado para diminuir seu impacto ambiental.  

Investir em inovação significa acreditar na superação de limites e que sempre há um próximo passo a ser dado para aprimorar operações e serviços. Especialmente em tempos desafiadores, como os atuais, ela faz a diferença na construção de um ambiente mais seguro e acolhedor para os passageiros.  

Yann Le Bihan é diretor técnico do Salvador Bahia Airport

Classificação Indicativa: Livre