BNews Agro

Tebet diz não ver contradição entre agronegócio e meio ambiente

Arquivo BNews

Um outro caminho indicado por Tebet é o estimulo ao "carbono zero" e a proteção ambiental por meio das Forças Armadas

Publicado em 20/06/2022, às 22h50    Arquivo BNews    Redação BNews

A pré-candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, deu uma entrevista nesta segunda-feira (20) onde fez diversas considerações sobre o agronegócio e desmatamento no Brasil. Para ela, não há contradição entre esses dois assuntos.

“Não há contradição entre agronegócio e meio ambiente. O agronegócio é uma cadeia produtiva que envolve o agricultor familiar, que produz 70% do nosso feijão, mais de 30% do nosso arroz, mais de 80% da nossa mandioca", disse Tebet, em entrevista ao podcast O Assunto.

Leia também:

Sobre a possibilidade de cumprir metas de redução da emissão de gases do efeito estufa, previstas no Acordo de Paris, a pré-candidata afirmou incentivará o reflorestamento, caso seja eleita: "A grande realidade é: a gente consegue cumprir a meta até 2030 colocando os órgãos de fiscalização e controle dentro da Amazônia e impedindo o desmatamento ilegal. Não se derruba uma árvore de forma ilegal no Brasil, esta é prioridade absoluta. A segunda é o reflorestamento. Estimular o agro, inclusive, a reflorestar".

Um outro caminho indicado por Tebet é o estimulo ao "carbono zero" e a proteção ambiental por meio das Forças Armadas. "A Amazônia precisa ser ocupada pelo Estado brasileiro. E 'Estado brasileiro' leia-se não só a Polícia Federal, mas também as Forças Armadas. Eles sempre cuidaram da Amazônia, eles podem ajudar, é papel constitucional", reenvidou Tebet, ao prometer um fortalecimento dos “órgãos de fiscalização e controle para evitar e impedir o desmatamento ilegal".

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre