BNews Pet

Após segunda morte de cachorro, Latam suspende transporte de pets por 30 dias

Reprodução/Arquivo Pessoal

A medida só vale para o mercado brasileiro

Publicado em 16/10/2021, às 15h49    Reprodução/Arquivo Pessoal    Redação BNews

Após novo incidente envolvendo a morte de um cão da raça American Bully, que foi transportado de Guarulhos (SP) a Aracaju (SE), na quinta-feira (14), a companhia Latam Airlines Brasil informou por meio de nota ao BNews que suspendeu por 30 dias o serviço de transporte de pets em suas aeronaves.

A medida só vale para o mercado brasileiro e, segundo a empresa, o cliente que já adquiriu o serviço poderá seguir com o transporte de forma regular, adiar sem custo ou optar pelo reembolso.

O caso foi divulgado nas redes sociais pela nutricionista Giulia Conte, o cachorro Weiser pertencia ao irmão dela e foi entregue a ele já morto. Segundo a jovem, a viagem estava marcada para as 12h30, mas o cachorro precisou ser entregue à companhia na caixa de transporte já às 8 horas.

Ainda conforme o relato, seu irmão teria comprado a passagem para ir com Weiser na cabine, da mesma maneira que ocorreu no trecho de ida. No entanto, somente no embarque da volta a família descobriu que ele precisaria ser despachado, o que só aconteceu dias depois.

Este é o segundo caso de morte de pet envolvendo a Latam em um mês. No último dia 14 de setembro, um filhote da raça Golden Retriever morreu após viajar de São Paulo para o Rio de Janeiro. O filhote foi entregue à tutora quase morto, e não resistiu. Ela acusou a empresa de maus-tratos.

Em nota enviada ao Bnews, a Latam informou que está consternada com o ocorrido ao cão.

ConfiraanotadaLatam:

A LATAM Airlines Brasil está consternada com o ocorrido ao cão da raça American Bully, o Weiser, transportado em 14 de outubro de 2021, entre o aeroporto de Guarulhos - São Paulo para o aeroporto de Aracaju - Sergipe e que chegou ao destino em óbito.  

Em laudo emitido pela clínica veterinária que atendeu o Weiser, foi observado que ele roeu o kennel de madeira em que estava e se asfixiou. O Kennel estava em concordância com o processo de transporte de animais e de grande porte da LATAM.

A LATAM já vinha fazendo uma análise profunda de todos os procedimentos deste tipo de transporte, e neste lamentável evento cumpriu todos os processos de forma correta. Diante deste cenário, a empresa decidiu neste momento suspender a venda para o transporte de PETS no porão das aeronaves nos 30 próximos dias para o mercado brasileiro.O cliente que já adquiriu o serviço em questão poderá seguir com o transporte de forma regular, postergar sem custo ou então optar pelo reembolso em nossos canais de atendimento.

A Latam está acompanhando o caso e segue à disposição para prestar toda a assistência aos tutores do cão.

Leia mais em BNews Pet:

Acompanhe o BNews PET também no Instagram

Classificação Indicativa: Livre