Brasil

Cristian Cravinhos, cúmplice de Suzane Richthofen, deixa a prisão

Ele foi condenado pela morte dos pais da jovem, mas saiu nesta tarde da penitenciária de Tremembé para cumprir a pena em regime aberto

Publicado em 24/08/2017, às 07h11        Redação BNews

Cristian Cravinhos, 41 anos, condenado pela morte dos pais de Suzane Richthofen, deixou a prisão na tarde desta quarta-feira (23). Ele estava detido na Penitenciária 2 de Tremembé, no interior, mas foi beneficiado por uma decisão da Vara de Execuções Criminais de Taubaté, que o autorizou a cumprir o restante da pena em regime aberto.
Cravinhos deixou a penitenciária em um carro preto sem falar com ninguém. Cristian é irmão de Daniel, que era namorado de Suzane e que também foi preso pelo assassinato dos pais dela.
De acordo com decisão da juíza Wania Regina Gonçalves da Cunha, Cravinhos não cometeu falta disciplinar recente e vem demonstrando bom comportamento carcerário, além de contar com bom desempenho nas atividades de trabalho no interior da penitenciária. "Insta ressaltar que o sentenciado foi submetido ao exame criminológico, sendo que os laudos psiquiátrico, psicológico e social foram favoráveis ao estágio aberto", escreveu.
A magistrada destaca ainda que a psicóloga anotou que "o reeducando assumiu a autoria delitiva, tendo demonstrado autocrítica e externando arrependimento com avaliação consciente da gravidade das condutas criminosas". A profissional registrou que ele está estabelecendo "planos futuros coerentes com sua realidade e voltados para o trabalho e o estudo". 
Daniel e Suzane já protocolaram pedidos para também saírem do regime semiaberto e irem para casa.

Classificação Indicativa: Livre