Brasil

SP: Dentista queimado durante assalto morre no hospital

Alexandre Peçanha Gaddy, de 41 anos, teve metade do corpo queimado por dois criminosos

Publicado em 04/06/2013, às 11h12        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

Morreu na noite desta segunda-feira (3) o dentista paulista Alexandre Peçanha Gaddy, de 41 anos, queimado durante um assalto em seu consultório ocorrido no dia 27 de maio, na cidade de São José dos Campos. Ele estava internado desde o dia da agressão no Hospital Albert Einstein, na capital.
De acordo com familiares, o médico lutou bastante pela vida durante os dias em que esteve na unidade médica, mas não resistiu aos ferimentos e, por volta de 22h30, perdeu a vida. Ele teve cerca de metade do corpo queimado com feridas de 3º grau. A maioria das queimaduras estava concentrada no abdômen, braços, braços e coxas.
O assalto foi feito por uma dupla encapuzada. Os dois criminosos entraram no consultório, localizado no bairro de Vila Tatetuba, e anunciaram a ação ao profissional, que estava sozinho no local. Como não havia dinheiro no consultório, a dupla decidiu atear fogo no dentista. Ele foi levado ao hospital ainda consciente.

Classificação Indicativa: Livre