Chuva

Acumulado de chuvas entre março e junho de 2020 superou em mais de 56% o esperado para o período

Vagner Souza/BNews

Diretor-geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, faz um balanço da Operação Chuva 2020 em entrevista publicada pelo BNews neste domingo (5)

Publicado em 05/07/2020, às 08h56    Vagner Souza/BNews    Marcos Maia

O diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Sosthenes Macêdo realizou um balanço da Operação Chuva 2020 em entrevista que o BNews publica neste domingo (5). “Nosso monitoramento apontou que tivemos um acumulado entre junho e março de 1540,8 mm, que superou em mais de 56% a média esperada para o período”, afirmou. 

De acordo com dados apresentados pelo diretor-geral em conversa realizada na última sexta-feira (3), abril registrou um índice pluviométrico de 545,5 mm, sendo seguido pelos meses de maio, março e junho – com 454,2 mm, 271,1 mm e 270 mm, respectivamente.

Sob a coordenação geral da Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) e coordenação executiva da Codesal, a Operação Chuva acontece anualmente no Outono – período em que a capital baiana registra uma maior incidência de chuvas – e envolve diversos órgãos dentro do Sistema Municipal de Defesa Civil. 

“Esse ano batemos todos os recordes. Foram mais de 10 mil vistorias realizadas no período da operação chuva entre março e junho”, conta. Para Macêdo, mais do que um reflexo do volume de chuvas, a quantidade de atendimentos realizados pela Codesal demonstra que a comunicação do órgão com a população vem sendo efetiva. 

Classificação Indicativa: Livre