Cidades

Aeroporto de Salvador deve receber quase R$ 3 bi a partir de sua concessão

Secretaria de Aviação já entregou ao TCU os Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental para a concessão do terminal

Publicado em 21/12/2015, às 14h48        Redação Bocão News (Twitter: @bocaonews)

O aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador terá investimentos da ordem de R$ 2,8 bilhões. É o que estima o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) entregue pela Secretaria de Aviação da Presidência da República ao Tribunal de Contas da União (TCU) na última quinta-feira (17). 
O aeródromo está entre os quatro terminais escolhidos pelo governo para serem concedidos. Os demais são o Salgado Filho, em Porto Alegre; Hercílio Luz, em Florianópolis; e Pinto Martins, em Fortaleza. A Secretaria também entregou o EVTEA de cada um deles.  
Os investimentos previstos valem para todo o período de vigência da concessão do aeroporto de Salvador, que será de 30 anos, a partir da assinatura do contrato. A Infraero não terá participação acionária nessa nova rodada de concessões.
Atualmente, o aeroporto de Salvador movimenta 9,2 milhões de passageiros por ano. Com os investimentos que a futura concessionária deve aplicar, a estimativa de movimentação anual do aeroporto é de 35 milhões de passageiros ao final da concessão, em 2046. 

Classificação Indicativa: Livre