Na Sombra do Poder

Na Sombra do Poder: o milionário e sua insônia com a ex

[Na Sombra do Poder: o milionário e sua insônia com a ex]
10 de Janeiro de 2019 às 00:00 Por: Editoria de Política0comentários

Insônia

Um empresário baiano conhecido pelos milionários contratos que possui com órgãos públicos tem vivido dias de insônia depois que a Justiça reformou uma decisão na qual fica obrigado a pagar pensão à ex-esposa. Antes, ele teria que pagar um montante equivalente a 10 salários mínimos. A ex-companheira recorreu e um juiz decidiu: a pensão passará a ser de 50 salários mínimos. Na ponta do lápis: quase R$ 50 mil.

Detalhes tão pequenos

O curioso no caso é que o pedido da pensão não menciona existência de filho. O pleito é justificado pelo fato de a ex-mulher precisar manter o padrão de vida que tinha quando estava casada com o empresário. Além da pensão generosa, o juiz manteve em poder da ex-companheira do magnata um apartamento no Corredor da Vitória e uma Land Rover.

O encontro

Duvidam do namoro de Guilherme Bellintani, presidente do Bahia e ex-secretário da gestão de ACM Neto (DEM), com o time do governador Rui Costa (PT)? A esta coluna, chegou a informação que um almoço marcou uma reunião entre o chefe do Palácio de Ondina, Bellintani e o marqueteiro Sidônio Palmeira. O encontro que começou por volta de 13h só terminou lá pelas 18h. 

Plano B

Enquanto o nome de Guilherme Bellintani é tratado como uma possibilidade para disputar a prefeitura de Salvador em 2020 no grupo de Rui Costa, o petista trabalha com um plano B: o deputado federal Antônio Brito (PSD), conhecido pela militância em defesa das Santas Casas. 

A solução

Ganhou força no PT o nome do deputado federal Afonso Florence para comandar a Secretaria de Educação na nova gestão de Rui Costa. O debate tem sido intenso dentro do partido desde o fim do ano passado. Se falou, durante bom tempo, em um nome técnico para o posto. Mas foi o próprio Florence, em entrevista ao BNews, que deu uma pista: “Na bancada, a discussão não é um nome técnico”. Um novo encontro do PT está marcado para o dia 20 para tratar do assunto. Quem fica sorridente com o cenário é Joseildo Ramos (PT), suplente da cadeira na Câmara dos Deputados.

Rui não desencanta

Falando em composição, o secretariado do petista vive e convive com a espera do anúncio do novo governo. Ao menos quatro secretários do primeiro governo já estão confirmados no novo quadro. O resto é tensão e ranger de dentes. Tudo indica que o anúncio do quadro de auxiliares só sairá depois da Lavagem do Bonfim.

PDT em alta

Rui justifica que precisa esperar o presidente estadual do PDT, Félix Mendonça Júnior retornar de viagem internacional, único partido com o qual não sentou à mesa. Informações dão conta que Félix retorna na próxima segunda-feira (13).  

Quem vai ao Bonfim?

Rui Costa enfrentará um cortejo da Lavagem do Bonfim também cercado de tensão. Depois do pacote de medidas do ajuste fiscal implantado na reta final de 2018 que mexeu com muitos servidores, o chefe do Executivo poderá encontrar clima adverso. 

Carregando nas costas

O prefeito ACM Neto, nome principal no campo de oposição ao governo petista, deve colocar em evidência o seu vice Bruno Reis (DEM). O auxiliar é cotado, até o momento, para ser o candidato ao Palácio Thomé de Souza e tem sido alçado aos holofotes pelo gestor municipal sempre que há oportunidade.

Ciumeira

Tem gente no grupo do prefeito p* da vida com o tratamento que Bruno Reis, prefeito em exercício, tem dado a Sóstenes Macêdo. O chefe da Defesa Civil é cotado para disputar uma cadeira na Câmara de Salvador e já passou a ser visto como ameaça por alguns vereadores aliados do Executivo. A briga promete. 

Teste rápido

Neste período em que o prefeito da capital se encontra no exterior, as agendas cumpridas por Bruno Reis dão o tom de campanha com vistas em 2020. São inaugurações, ordens de serviço, visitas e compromissos políticos. A pergunta que não quer calar: qual tem sido a real recepção do vice nos rincões da metrópole?

A fatura amarga

Lembram do ato de rebeldia feito por partidos como PTB, SD, PSC nas eleições de outubro ao romperem um acordo do chapão para formarem uma chapinha? O comentário nos bastidores é que agora estão pagando o preço. Estariam sendo colocados em banho-maria pelo prefeito ACM Neto.

Micareta da discórdia

Se tratando de rebeldia, não passou despercebida a manifestação do vereador Felipe Lucas (MDB), aliado de Neto que criticou a prefeitura por ter proibido a “micareta aquática” no Porto da Barra. A rádio-peão da política soteropolitana dá conta de que Felipe Lucas não é o único aliado que está se mexendo.

DJs antagônicos

O noticiário da semana colocou dois DJs em evidência, mas por razões bem distintas. No Porto da Barra, DJ Maroca foi enquadrado por fiscais da prefeitura enquanto fazia a festa de banhistas. Já o DJ John Oliver ganhou a mídia nacional por agressão física contra a ex-namorada. A torcida nas redes sociais é para que a Justiça tenha com o agressor o mesmo empenho dos prepostos da Semop que acuaram o DJ Maroca no meio do mar. Até porque, na Cidade da Música, o som não pode parar.

Mesma língua

Assim como Rui Costa no estado, o chefe do Executivo soteropolitano tem tocado em compasso de espera as mudanças do seu secretariado. Já se fala que ambos estão, finalmente, falando a mesma língua. O democrata voou para o exterior e só retorna lá pelo dia 13. 

Cifras milionárias

Chamou a atenção no último final de semana o resultado da licitação milionária para gestão do Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus. O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) levou a melhor na disputa e vai administrar parcos R$ 449 milhões. O comentário nas rodas de conversa de políticos é sobre quem seria o padrinho da entidade. O BNews soube que se trata de um herdeiro de importante cacique da política baiana.

Lupa ávida

Neste início de 2019, também foi pescado em diário oficial a nomeação da filha do senador Otto Alencar, Isadora Félix de Alencar, para um cargo comissionado no Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE). A remuneração, informaram a esta coluna, chega aos R$ 15 mil. 

Claque

A inauguração do SAC do Detran nesta semana rendeu um feito intrigante. Uma claque, em sua maioria formada por servidores do departamento, aplaudiu efusivamente o deputado federal Bacelar (Podemos) quando este teve o nome citado por Rui Costa. Os comentários são de que o deputado queria causar uma boa impressão e, consequentemente, insinuar boa gestão do partido à frente do Detran, cuja cabeça do diretor-geral, Lúcio Gomes, estaria a prêmio. O PP já teria até nome para substituí-lo: o deputado estadual derrotado nas urnas, Luiz Augusto.

Apetite de leão

E por falar em PP, chama atenção o avanço do partido nos espaços de poder. Agora, busca o status de maior bancada na Assembleia Legislativa da Bahia e já afirmando que brigará pelas principais comissões na Casa. Os comentários são de que Rui precisa abrir o olho com o apetite de leão da sigla.

Interrogação

Ninguém conseguiu entender muito bem como o pedágio de R$ 40,00 da ponte Salvador-Itaparica será sustentável para o cidadão. Nas redes sociais, o que mais se questionou foi: quem é que vai desembolsar o valor e ainda gastar gasolina em vez de pagar pouco mais de R$ 4,00 para fazer o trajeto em cerca de 40 minutos via ferry-boat? Para efeitos comparativos, a ponte Rio - Niterói tem 13,2 quilômetros de extensão e o pedágio custa R$ 4,30. A Salvador - Itaparica deverá ter 12,4 quilômetros.

Alfinetada metroviária

A CCR, contratada pelo Estado para gerir o metrô, parece ter entrado na onda de rivalidade governo do estado x prefeitura de Salvador. Uma peça publicitária colocada nas ruas deixa a provação bem à vista: “Tá calor? Vá de metrô. Ar-condicionado nos trens". Nos ônibus urbanos, ar condicionado é uma lendária promessa.

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Leia os termos de uso

jusnews

Na Sombra do Poder

Eduardo Entrevista

Mais Lidas