Coronavírus

Diretor criativo sugere novas logos para marcas famosas em tempo de coronavírus; confira

Divulgação

Jure Tovrljan reformulou os símbolos da Mastercard, Olimpíadas, cerveja Corona e outros

Publicado em 20/03/2020, às 11h55    Divulgação    Yasmin Garrido

O diretor criativo Jure Tovrljan, da Eslovênia, aproveitou o tempo de quarentena para reformular logos de marcas famosas e adequá-los à pandemia do coronavírus. Desde os círculos da Mastercard e das Olimpíadas até a cerveja Corona (xará da do vírus) ganharam novas caras.

O símbolo da Nike, por exemplo, que geralmente vem acompanhado da frase “Just do it”, agora recebe um “Just don’t do it” - que significa “agora não faça isso”, em referência aos hábitos diários da população, como apertar as mãos ou abraçar um amigo. Já a sereia do Starbucks ganhou uma máscara protetora - tão em falta nas lojas e farmácias brasileiras e até nos hospitais.

O jogador Jerry West, que vem no símbolo da NBA (liga americana de basquete), aparece em frente a um notebook, como menção à necessidade de prática do home office como forma de prevenção à Covid-19. O LinkedIn agora é “LinkedOut” e no logo da Corona Extra lê-se “Precisa de um novo nome”.

No site Dribbble, ao divulgar as imagens, Tovrljan escreveu: “Apenas uma ideia de como os logotipos deveriam ser nesses tempos difíceis. Aguentem aí, pessoal. Fiquem em casa”.

Mas, essa ideia não ficou apenas no imaginário e na criatividade do esloveno. Marcas famosas, de fato, alteraram as logos em razão da pandemia de coronavírus. Assim fez o Mercado Livre, que trocou o aperto de mão pelo toque de cotovelos, e a rede internacional Mc Donald’s, que separou as pernas da letra M.

Veja:

Classificação Indicativa: Livre