Coronavírus

Família abre caixão e descobre que iria enterrar desconhecida; idosa é encontrada viva em hospital

Reprodução/ Arquivo pessoal

Ela está cuidando dos sintomas da Covid-19

Publicado em 05/05/2020, às 20h55    Reprodução/ Arquivo pessoal    Redação BNews

Uma idosa de 68 anos foi encontrada em um leito do Hospital Abelardo Santos, em Belém (PA), após a família dela quase enterrar uma desconhecida em seu lugar. Durante o velório, na última sexta-feira (1), os parentes decidiram abrir o caixão da mulher, que teria morrido por causa do coronavírus. 

O corpo não era de Maria da Conceição Oliveira, mesmo a certidão de óbito tendo sido emitida em nome da idosa. Ela foi localizada viva na unidade de saúde e está cuidando dos sintomas da Covid-19.

A família de dona Maria contou que ela melhorou na noite de segunda-feira e tomografias mostraram avanço na recuperação dos pulmões. “Ela até já deu uma caminhada, com ajuda, dentro do quarto mesmo", comemorou o neto Bruno Oliveira.

"A gente acha que se a gente enterra outra pessoa, dona Conceição podia morrer lá dentro e ser internada como indigente”, disse outro parente da idosa.

O sistema funerário de Belém está em colapso e o erro foi por causa da falta de estrutura diante do número expressivo de doentes e mortos pelo coronavírus. A situação foi admitida pela Secretaria de Saúde do Pará (Sespa).

Classificação Indicativa: Livre