Coronavírus

Prefeitura de Feira firma contrato de R$ 8,3 milhões com instituição que administrará hospital de campanha

Reprodução/ Ascom

O Hospital de Campanha funcionará nas dependências do hospital Mater Dei

Publicado em 12/05/2020, às 10h20    Reprodução/ Ascom    Marcos Maia

A Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Ubaira (S3) foi escolhida para gerir o hospital de campanha de Feira de Santana, portão do sertão. A escolha da empresa foi concluída na última sexta-feira (8), mas o resultado do processo para contratação emergencial só foi divulgado através de publicação no Diário Oficial do município desta terça-feira (12).

O contrato tem valor global de R$ 8.343.008,21 e prazo de 180 dias. Em virtude da urgência de saúde provocada pela pandemia da covid-19, a organização foi contratada por dispensa de licitação. A S3 disputava o contrato com a Associação Saúde em Movimento (ASM). O Hospital de Campanha de Feira funcionará nas dependências do hospital Mater Dei.

Em 23 de abril, um decreto publicado no Diário Oficial do município, e assinado pelo prefeito Colbert Martins, determinou a requisição administrativa do local e dos bens móveis existentes no local -, com base na Constituição Federal, enquanto durar os efeitos da pandemia.

O trabalho de adequação do antigo Hospital Mater Dei para implantação do Hospital de Campanha de Feira de Santana teve início em 10 de abril e está em fase de acabamento e últimos ajustes. As obras de recuperação de toda estrutura da unidade hospitalar está sendo realizada pela Prefeitura, através da Secretaria de Serviços Públicos. 

Procurada pela reportagem do BNews, a prefeitura  informou, por meio de nota, que a expectativa do titular da pasta, o secretário Justiniano França, é que os serviços sejam totalmente concluídos até a próxima quinta-feira (14).

“Foram realizados reparos na parte elétrica, hidráulica, telhado, banheiros, piso e demais serviços de recuperação e adaptação de toda a estrutura”, comunica. A Mater Dei, hospital-maternidade da rede particular, suspendeu as atividades há cerca de seis meses. 

A manutenção realizada pela administração abrange lavanderia, cozinha, reparo de equipamentos, sanitários, área externa e preparar os leitos com equipamentos necessários.

Leia também: 

Escolha da organização que administrará hospital de campanha de Feira deve ser concluída na próxima sexta

Classificação Indicativa: Livre