Coronavírus

CPI da Covid aprova realização de sessões com profissionais contra e pró-cloroquina

Edilson Rodrigues/Agência Senado

De acordo com o presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), haverá duas sessões com convidados com posições divergentes sobre o medicamento

Publicado em 26/05/2021, às 12h51    Edilson Rodrigues/Agência Senado    Luiz Felipe Fernandez e Léo Sousa

A CPI da Covid, no Senado Federal, vai ouvir profissionais contrários e favoráveis ao uso da hidroxicloroquina no tratamento do novo coronavírus.

O anúncio foi feito na sessão desta quarta (26) da Comissão Parlamentar de Inquérito, pelo presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD-AM).

De acordo com o parlamentar, haverá duas sessões com convidados com posições divergentes sobre o medicamento, cuja eficácia contra a Covid-19 não é comprovada cientificamente.

"Em duas sessões teremos convidados que falam pró e contra a cloroquina. Teremos duas sessões pra ouvir duas pessoas que apoiam tratamento com cloroquina, ivermectina, e duas cientistas profissionais que são contra. Quatro a favor e quatro contra esse tipo de procedimento, em duas sessões", explicou Aziz.

O incentivo do governo federal ao uso da hidroxicloroquina e outros remédios associados ao chamado "tratamento precoce" tem sido um dos alvos da CPI, que apura as ações e possíveis omissões da gestão de Jair Bolsonaro (sem partido) na condução do enfrentamento à pandemia.

Ontem (25), a Comissão Parlamentar de Inquérito ouviu a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como Capitã Cloroquina. Na sessão desta quarta, os senadores votaram requerimentos.

Classificação Indicativa: Livre