Coronavírus

Pesquisa encomendada pelo BNews revela Salvador dividida no retorno às aulas

Divulgação

As mulheres são as que mais rejeitam a volta às aulas no modelo presencial, em meio à pandemia de Covid-19: 61% a favor e 39% contra.

Publicado em 24/07/2021, às 13h02    Divulgação    Redação BNews

Com o avanço da capital baiana para a fase verde, com medidas sanitárias mais flexíveis, as aulas semipresenciais se tornam cada vez mais parte do cotidiano. O tema, contudo, divide a opinião dos soteropolitanos, como aponta a pesquisa do Instituto Opnus, encomendada pelo BNews, realizada no dia 23 de julho. Pouco mais da metade dos entrevistados, 55%, são contra o retorno agora, enquanto 45% se mostram favoráveis.

As mulheres são as que mais rejeitam a volta às aulas no modelo presencial, em meio à pandemia de Covid-19: 39% a favor e 61% contra. Nas últimas semanas, Salvador tem tido redução nas taxas de morte e casos, assim como de ocupação dos leitos, mas as autoridades seguem em alerta para a possibilidade de chegada da variante Delta, com maior poder de transmissão.

Entre os homens o cenário se inverte e a maioria, 54%, é favorável ao retorno do ensino nas salas de aula, enquanto 46% se dizem contrários.

A pesquisa foi feita por telefone com 811 pessoas com idade acima de 16 anos. A margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos com um nível de confiança de 95%.

Não há grande diferença de opinião entre os níveis distintos de escolaridade e também com relação aqueles que tem filhos matriculados nas escolas e os que não tem.

COMPROMISSO

Na última quinta-feira (22), o prefeito Bruno Reis (DEM) se reuniu na quinta-feira (22) com representantes do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Educação do Estado da Bahia (APLB-BA) e assumiu o compromisso de vacinar com a segunda dose, até a próxima quarta-feira (28), os trabalhadores da Educação Básica da capital. Agora, aguarda uma definição da categoria, se as atividades presenciais voltarão no dia 9 ou 16 de agosto. 

A ideia é que no primeiro momento as aulas sejam tomadas de forma híbrida, com 50% dos alunos de forma presencial em um dia, e no outro o restante dos alunos vão para a escola enquanto os colegas assistem à aula online.

Nestes próximos dias, a Prefeitura de Salvador intensifica a campanha por diferentes meios de comunicação para divulgar e incentivar os pais e alunos a aderirem à volta às aulas.

Classificação Indicativa: Livre