Coronavírus

Vídeo: Recepcionista recebe tapa de enfermeiro por estar com máscara no queixo em hospital de Itaberaba 

Reprodução

Funcionário foi afastado após o flagra das câmeras de segurança 

Publicado em 24/11/2021, às 09h05    Reprodução    Redação BNews

Uma recepcionista e um enfermeiro protagonizaram uma cena de conflito nesta terça-feira (23) na recepção do Hospital Geral de Itaberaba, na região de Chapada Diamantina. O homem deferiu um tapa no rosto da vítima e, de acordo, com a nota da Prefeitura, a motivação seria a má utilização da máscara de proteção facial por parte da mulher. 

Leia também:

"Acho essa discussão sobre retirada das máscaras totalmente inoportuna", diz secretário de Saúde

Vídeo: Briga entre mulheres acaba em tiroteio em Castelo Branco

Vídeo: Briga generalizada provoca aglomeração entre banhistas no bairro de Itapuã 

A situação de discussão seguida de agressão foi registrada pelo circuito interno de segurança. No local, havia pacientes que presenciaram a briga, nas imagens é possível ver que a funcionária está em pé junto com o enfermeiro quando começam a discutir e ele aponta o dedo no rosto dela, ela reage e tira aos mãos dele de perto dela, depois ele defere o tapa. 

Em nota, o município informou que o fato é apurado e que o funcionário foi afastado temporariamente até a finalização da sindicância para apurar o caso. O posicionamento também reforça que a vítima está sendo assistida pelo episódio e não compactua com violência de qualquer natureza.

O enfermeiro atua na unidade de saúde há 15 anos e ocupava o cargo de coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). Já a recepcionista estava no local desde 2019 e, de acordo com a prefeitura, “não tem qualquer registro de desentendimento ao longo desse período”. 

A Delegacia Territorial ouviu os envolvidos e também vai prestar assistência nas investigações. 

Debate sobre o uso de máscara 

Em setembro deste ano, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga tinha estimado a liberação do uso da ferramenta ao ar livre em novembro com atribuição ao número crescente de vacinados, no entanto, até o momento não ocorreu. Aqui na Bahia, o governador da Bahia, Rui Costa (PT) afirmou no último dia 09 que "não há margem no caso de números ativos" para flexibilizar o uso. 

Já o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM) cravou que essa liberação só deve ocorrer com 100% da população imunizada contra o vírus.

Cidades baianas seguem orientações independentes como Porto Seguro, que chegou a liberar a máscara e revogou a medida dias depois e Mata de São João que já autoriza a circulação sem máscaras em espaços abertos. 

Assista:


Leia mais:

Com alta de casos na Europa, diretora da OMS se preocupa com a realização do carnaval no Brasil

Salvador registra 137 novos casos de Covid e nenhum óbito pela doença em 24 horas

Após recomendação da Fiocruz, Leo Prates garante que Salvador terá 90% de vacinados antes do Carnaval

Classificação Indicativa: Livre