Coronavírus

Presidente da Pfizer no Brasil diz que pandemia será ''cada vez mais leve''

Divulgação

Para Marta Díez, a pandemia ficará dessa forma em razão da vacinação contra o coronavírus

Publicado em 18/01/2022, às 10h24    Divulgação    Redação BNews

Em meio a nova onda de alta nos números de infectados com o coronavírus, a presidente da Pfizer no Brasil, Marta Díez, acredita que a pandemia será cada vez mais leve e que a população vai aprender a conviver com o vírus. As informações foram dadas ao jornal O Globo.

Ainda conforme a publicação, para Díez, a grande diferencial é a vacina contra a Covid-19. A presidente ressaltou que em fevereiro e março de 2021 foram momentos críticos da pandemia, porque ainda não tínhamos a vacina.

Leia mais: 

Mais de 1800 militares da FAB seguem Bolsonaro e rejeitam a vacina da Covid-19

“A vacinação contra doenças infecciosas é uma ferramenta importantíssima de saúde pública, em particular, no caso da pandemia de Covid-19. É a primeira vez que temos uma pandemia dessas dimensões. Então, podemos observar hoje versus um ano atrás, as taxas de mortalidade e casos graves são muito menores em todos os países, inclusive no Brasil, que tem uma vacinação elevada”, disse para O Globo.

Contudo, destacou sua preocupação com os movimentos antivacina. Todavia, para ela, é importante garantir o acesso às vacinas a países de baixa e média renda para que haja uma saída global da pandemia.

Siga o BNews no Google Notícias e receba as principais notícias do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre