Justiça

Audiência de instrução de Iuri Sheik é marcada para fevereiro

Divulgação/SSP-BA

A audiência será realizada por videoconferência

Publicado em 21/01/2022, às 20h50    Divulgação/SSP-BA    Redação BNews

A audiência de instrução de Iuri Santos Abraão, conhecido como Iuri Sheik, acusado de matar o empresário William de Oliveira, está marcada para o dia 17 de fevereiro. A audiência será realizada por videoconferência em virtude da pandemia do novo coronavírus.

Iuri está em liberdade desde setembro de 2020, quando a Justiça concedeu ao suspeito habeas corpus pedido pela defesa. Ele aguarda o julgamento do caso.

Ele é acusado de matar o empresário Willian Oliveira, mais conhecido como Will, durante os festejos de São João em Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, em 2019.

Leia mais:

"Infelizmente, eu vou morrer com essa dor", diz mãe de empresário após TJ-BA confirmar soltura de Iuri Sheik

Mãe das filhas de empresário morto por Iuri Sheik relembra dia em que encontrou com suspeito; assista

"Estamos arrasados, de mãos atadas", diz mãe das filhas de empresário morto por Iuri Sheik; TJ-BA manteve soltura do acusado

Recentemente, Sheik se envolveu em uma polêmica com a mãe de seu filho. A influenciadora Bruna Luma expôs ameaças que vem sofrendo dele a respeito de ter fotos e vídeos íntimos divulgados.

Os advogados da influencer revelaram que iriam pedir a prisão de Sheik. De acordo com Otto Lopes, que faz a defesa de Bruna, a conduta de Iuri demonstra que ele "é um alto risco à garantia da ordem pública".

“Ele brinca com o Judiciário, brinca com a Justiça, demonstrando que não tem medo e não respeita ninguém [...] Nós vamos levar Bruna pra registrar o boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher e vamos representar pela prisão dele, diante dos crimes que ele cometeu, inclusive crimes contra honra, crimes de ameaça e crimes, inclusive, de expor conteúdo sexual sem autorização de gravação e sem autorização de divulgação contra Bruna", afirmou o representante em entrevista à Record TV Itapoan, na última segunda-feira (17).

A defesa de Nélia Santos, mãe de Will, também entrou com um pedido de prisão do acusado no Superior Tribunal de Justiça usando essa polêmica envolvendo Sheik e a influenciadora. No documento, o advogado Gabriel Bonfim afirma que Bruna teria revelado que tem áudios em que ele confessa o crime.

"[...] o que se requer é justiça. A liberdade do paciente é a chancela par novos crimes. O perfil violento, intimidador é um perigo a instrução criminal sendo necessária a sua manutenção segregada para a lisura do procedimento em que se visa a análise da culpa quanto ao crime cometido contra o mais importante bem juridicamente protegido, a vida de uma vítima de homicídio qualificado", afirma o documento.

Siga o BNews no Google Notícias e receba os principais destaques do dia em primeira mão.

Classificação Indicativa: Livre