Justiça

Moraes determina que Ronnie Lessa seja monitorado por áudio e vídeo em Tremembé

Reprodução/TV Globo
Assassino confesso de Marielle, Lessa está em um presídio no MS e será transferido  |   Bnews - Divulgação Reprodução/TV Globo

Publicado em 17/06/2024, às 12h32   Redação



O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o ex-policial Ronnie Lessa esteja sob “monitoramento de áudio e vídeo” quando for transferido para o Presídio de Tremembé (SP).

Lessa é o assassino confesso da vereadora Marielle Franco (Psol) e do motorista Anderson Gomes. Ele está preso desde 2019 e teve a transferência para Tremembé autorizada por Moraes no início de junho, após colaboração premiada à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República.

O monitoramento ordenado pelo ministro tem que incluir "comunicações verbais e escritas, das celas e nos momentos de visitas de familiares e de atendimento advocatício". Segundo ele, a medida vai contribuir para a “preservação da ordem interna e da segurança pública”.

Lessa está em um presídio federal de segurança máxima no Mato Grosso do Sul. A expectativa é de que ele seja levado a Tremembé em breve, em uma operação sigilosa.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp