Cultura

Governo da Bahia explica demora para anunciar Carnaval 2022

Arquivo

Rui Costa comenta pressão de empresários do setor

Publicado em 09/11/2021, às 20h18    Arquivo    Henrique Brinco

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), explicou motivo de o Governo da Bahia ainda não confirmou a realização do Carnaval em 2022 após a queda da Covid-19. Segundo ele, ainda não há segurança para tomar a medida.

Leia também:

"Muita gente fica ansiosa, querendo que a decisão seja tomada logo. Na minha opinião, a decisão mais inteligente não é tomar a decisão logo", justifiIcou, nesta terça-feira (9), afirmando que há uma linha horizontal no gráfico de contaminados da Covid-19. "A doença não está subindo, mas também não está subindo".

Após anunciar que vai tentar se reunir com o governador da Bahia, para juntos decidirem sobre a realização do Carnaval em Salvador no próximo ano, o prefeito Bruno Reis (DEM) cobrou nesta terça-feira (9) agilidade na resolução do caso

O petista afirmou temer anunciar agora a realização do evento e depois precisar revogar. "Se eu anunciar que está cancelado, vou receber uma enxurrada de críticas e processos judiciais dizendo 'o Estado me autorizou a vender e a fazer contrato e agora terá que me ressarcir, porque me autorizou'", explicou.

Leia mais:

Por outro lado, ele afirmou que se anunciar o cancelamento agora e a situação melhorar, também receberá críticas. "A medida com a vida das pessoas é aguardar a repercussão do número de pessoas na UTI e o número de contaminados", disse.

Rui disse que não condena a pressão do setor do entretenimento, mas ressaltou que "a vida e a saúde das pessoas estão acima dos contratos econômicos que envolvem o Carnaval".

"Eu quero fazer o Carnaval no meu último ano de governo, mas só farei se não houver uma explosão de casos", avisou.

Acompanhe o BNews também nas redes sociais, através do Instagram, do Facebook e do Twitter

Classificação Indicativa: Livre