Economia e Mercado

Horário de verão representará economia de R$ 100 milhões, segundo pesquisa

Imagem Horário de verão representará economia de R$ 100 milhões, segundo pesquisa

Bahia, único estado à aderir a medida, não foi citado no levantamento do ONS

Publicado em 13/10/2011, às 20h58        Redação Bocão news

O horário de verão, que começa no dia 16 e vai até 26 de fevereiro do próximo ano, vai trazer uma economia para o país que pode variar entre R$ 75 milhões e R$ 100 milhões. A estimativa foi divulgada nesta quinta-feira (13) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).
O horário de verão 2011/2012 terá 133 dias de duração e é o mais longo desde 1985, segundo o ONS. Ele ocorrerá em três regiões brasileiras: Sudeste, Centro-Oeste e Sul. Considerando-se todos os estados atingidos pela medida, a diminuição da demanda estimada será de 4,6%, ou o equivalente a 2.650 megawatts (MW).
A maior redução (4,9%) deverá ocorrer na Região Sul, correspondendo a 600 MW. Isso significa, segundo o ONS, 75% da demanda de Curitiba (PR) ou três vezes a de Florianópolis (SC). Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste juntas, a diminuição projetada do consumo é 4,6% e corresponde a 2.050 MW, ou duas vezes a demanda de Belo Horizonte e duas vezes e meia a de Brasília.
A Bahia, único estado do Nordeste a aderir à medida, não foi citada na divulgação da pesquisa.
Informações da Agência Brasil

Classificação Indicativa: Livre