Economia & Mercado

Antônio Gobbo destaca importância a nível nacional de parceria entre Codeba e CBPM

Gabriela Araújo/ BNews
"Nós temos gargalos logísticos significativos, que são impactantes no escoamento da produção mineral", pontuou Antônio Gobbo  |   Bnews - Divulgação Gabriela Araújo/ BNews


Na noite desta quinta-feira (4), a Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) e a Companhia das Docas do Estado da Bahia, assinaram um Acordo de Cooperação Técnica, que tem por objetivo estabelecer uma mútua colaboração estratégica voltada para o desenvolvimento socioeconômico do Estado.

Quem falou ao BNews sobre a importância dessa cooperação, foi engenheiro e presidente da Codeba, Antônio Gobbo: “Ele simboliza, principalmente, o alinhamento de pensamento, simboliza a cooperação, visando a melhoria da qualidade da informação, do intercâmbio de informações, entre os órgãos governamentais para a estruturação de projetos abrangentes, mais completos e estratégicos de interesse, não só para a Bahia, mas para o próprio Brasil”.

Questionado sobre quais as fragilidades foram percebidas e podem ser sanadas com a parceria osse estabelecida, Gobbo citou produção, logística e o próprio setor portuário: “Nós temos gargalos logísticos significativos, que são impactantes no escoamento da produção mineral, da produção agrícola e gargalos na própria estrutura de intermodalidade dos portos”.

Ainda segundo o presidente da Codeba, a cooperação terá efeitos determinantes para ações políticas que podem estruturar melhor os setores. “O compartilhamento das informações que já foram desenvolvidas entre o setor de exploração e produção mineral e o setor portuário, ou seja, do escoamento dessa produção, é que vai ser determinante para que os gestores federais, estaduais e municipais possam ter mais subsídios para compor melhores soluções logísticas no âmbito estratégico, no longo prazo, no médio prazo”, detalhou Gobbo.

Classificação Indicativa: Livre

FacebookTwitterWhatsApp