Economia

Saiba como não cair no 'golpe do Pix agendado'

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Nessas situações, o suposto pagamento na verdade não foi feito; especialista alerta que pix é ferramenta moderna e não é difícil descobrir golpe

Publicado em 15/06/2022, às 22h07    Marcello Casal Jr./Agência Brasil    Redação BNews

A alta adesão do Pix entre os brasileiros fez também com que os golpes através da ferramenta crescessem. O alerta foi aceso para comprovantes de transferências agendados, nos casos em que após usarem serviço ou produto, o pagamento é cancelado.

Nessas situações, ao invés de fazer a transferência no momento exato, o pagamento é agendado para horas depois ou outro dia e, antes da data, a operação é cancelada. No fim das contas, quem vendeu não confere todas as informações do pagamento na hora e não repara que é um golpe. E para piorar, quando o comprovante é enviado por meios eletrônicos, existe a possibilidade de alteração da imagem para tentar esconder informações do agendamento. Apagar trechos de informações como a hora e data que o dinheiro vai realmente cair na conta acaba sendo fácil.

Leia também:Pix bate novo recorde de transações diárias, com 73 mi de transferências

"Pix agendado é como um 'cheque pré-datado' moderno e padece do mesmo mal: ele pode ser cancelado. Então, se a pessoa ou estabelecimento está aceitando Pix como forma de pagamento, deve-se tomar as devidas precauções até mesmo para cobrar o valor acordado por outros meios", afirmou Waldo Gomes, da Netsafe Corp, empresa especialista em segurança digital, em entrevista ao portal Uol.

Ele alerta que os comprovantes de Pix agendados são diferentes dos comprovantes da operação normal. Além disso, os bancos não mandam a notificação de que a pessoa teve um dinheiro transferido para sua conta. Segundo o diretor, os golpistas tentam atribuir isso a algum problema de lentidão do sistema, sendo que o sistema de pagamento via Pix é moderno e rápido, onde dificilmente uma transação correta não aparece quase instantaneamente nas contas de quem efetivou e de quem recebeu. 

Como saber se é um golpe?

Quem estiver com pressa ou sem acesso à sua conta pode conferir, por meio do comprovante, se ele é verdadeiro ou falso. Nele, devem constar informações essenciais, como número de ID ou transação, valor, data e hora, descrição, além de informações do destinatário e do pagador. Caso alguma dessas informações não estiver presente ou parecer estranha, vale desconfiar e verificar se o dinheiro caiu na conta.

Siga o TikTok do BNews e fique por dentro das novidades.

Classificação Indicativa: Livre